0

Roger Machado fala sobre o sonho de colocar o Bahia na Libertadores

Perto do G6 do Campeonato Brasileiro, o Tricolor recebe o CSA no fim de semana e espera somar mais três pontos

29 ago 2019
16h44
  • separator
  • 0
  • comentários

Após vencer o Atlético-MG na rodada passada, o Bahia chega ao duelo contra o CSA motivado para conquistar mais três pontos e colar de vez na briga pelo G6 do Campeonato Brasileiro.Apesar de todo o favoritismo do Tricolor no confronto, elenco e comissão técnica preferem manter o pé no chão, pregam respeito ao adversário do fim de semana e sonham de maneira tímida com a Libertadores.

Dudu Macedo/Fotoarena/Lancepress!
Dudu Macedo/Fotoarena/Lancepress!
Foto: Lance!

'Sempre digo que temos o direito de sonhar. Não só sonhar, como a realidade neste momento nos dá indicativo de que temos capacidade de estar nesse bloco que vai disputar essas vagas para a maior competição continental que temos. Porém, a gente tem que ter pés no chão. Porque a expectativa pode gerar frustração. A gente não deseja isso. Nosso momento é bom, queremos manter. Se a gente voltar aos dois, três anos anteriores, a gente tem acompanhamento, nessa mesma rodada do Brasileiro, em 2018 ou 2017, nós estamos aproximadamente com 20% de pontos a mais. Isso nos indica que evoluímos, mas gradativo. O que a gente não deseja é, em algum momento, ter uma boa classificação, melhor que no ano passado, e em função da expectativa, no consenso, digam que não foi um bom campeonato, porque não classificou, pela expectativa da Libertadores. Mas nós sonhamos. Trabalhamos duro e forte diariamente, com convicção de que é possível. Torcedor acredita, e isso é importante para a gente', afirmou na coletiva.

Questionado sobre a escalação, Roger Machado desconversou. No último treino, o meia Alejandro Guerra foi a novidade, mas a presença do venezuelano é incerta.

'Se eu te disser, vou dizer ao meu adversário. O Guerra é um bom jogador, que tem muita dinâmica no meio de campo. Pode se encaixar de diferentes formas, pode ser por dentro, aberto. Jogador que já jogou contra o Cruzeiro, porque perdemos um e não queria ir para trás. Coloquei ele como segundo homem de meio, função para ser quase um médio volante, defender, mas descolar da linha e atacar, manter a posse e chegar ao ataque. Jogador que agrega muito entrando ou saindo do início. A ideia é sempre poder contar com ele da melhor forma possível. Ele chegou bem. Teve uma lesão e está voltando agora', despistou o comandante.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade