PUBLICIDADE

Oeste, com direito a pênalti bisonho, supera o Vitória na Arena Barueri

Resultado não tirou o Rubrão da incômoda última posição e manteve o time de Mazola Júnior nos arredores da zona de rebaixamento

18 dez 2020 18h03
ver comentários
Publicidade

A diferença na tabela de classificação entre Oeste e Vitória não pesou no confronto entre as equipes dessa sexta-feira (18) na Arena Barueri pela 30ª Rodada do Brasileirão da Série B. Sendo assim, a equipe paulista venceu por 2 a 1 (com direito a uma lance bizarro do zagueiro Romisson) e chegou aos 19 pontos que não tiram o Rubrão da última posição. O revés deixou o Leão da Barra com 36 unidades e em 14° lugar.

Divulgação/Oeste FC
Divulgação/Oeste FC
Foto: Lance!

PROBLEMA DE CONCLUSÃO

A primeira etapa ficou caracterizada por uma troca de domínio em relação ao volume de jogo apresentado, mas tendo problemas de finalização que deixavam a partida com oportunidades apenas pontuais de maior perigo. Casos esses que aconteceram no cruzamento "acidental" vindo do lado esquerdo do ataque do Vitória feito por Rafael Carioca e defendido por Caíque França além dos chutes de Léo Ceará e Lídio onde o jovem arqueiro Yuri evitou a abertura do marcador por parte do Oeste.

QUE TRAPALHADA!

Se até então os erros ofensivos eram os equívocos que mais chamavam a atenção na Arena Barueri, um lance bastante esquisito foi determinante para o primeiro zero sair do marcador no confronto.

Depois do cruzamento na direita por Pedrinho no ataque do Oeste, o zagueiro Romisson fez praticamente uma "ponte" dentro da área e, depois de espalmar a bola, viu a penalidade evidente ser marcada aos 28 minutos. Na batida, Fábio colocou precisão e frieza na batida onde a bola foi pro lado esquerdo enquanto Yuri tentou a caída no canto oposto.

GARANTIU OS TRÊS PONTOS

Na etapa complementar, mesmo ganhando, quem se mostrava mais capaz de criar jogadas de ataque e controlar o ritmo da partida era o Oeste onde, antes dos 10 minutos, Kauã e Maurício Barbosa já haviam passado perto de deixar o marcador mais confortável.

Algo que acabou naturalmente acontecendo com 26 minutos em falta na meia-lua cobrada pelo lateral-direito Matheus Rocha onde o camisa 2 encheu o pé e mandou no extremo canto esquerdo de Yuri que nada poderia fazer para evitar.

CONSOLAÇÃO

Já no último lance da partida, o Vitória conseguiu finalmente uma finalização mais qualificada e que marcou o tento da diminuição do prejuízo já então sacramentado. Em batida de falta com muita categoria nos, Lucas Cândido usou o pé esquerdo para colocar no extremo canto direito de Caíque França que até tentou alcançar, mas não conseguiu tamanha foi a precisão da cobrança.

Lance!
Publicidade
Publicidade