0

Neymar acusa adversário de racismo em derrota do PSG

Brasileiro esteve em campo e recebeu o cartão vermelho por confusão juntamente com Paredes, Kurzawa, Amavi e Benedetto

13 set 2020
18h08
atualizado às 18h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Paris Saint-Germain contou com o retorno de Neymar neste domingo, mas foi derrotado por 1 a 0 em clássico quente contra o Olympique de Marselha, no Parque dos Príncipes. A partida ainda teve a expulsão do craque brasileiro, que chegou a acusar o adversário Álvaro González de racismo, e de outros quatro jogadores.

Neymar, em Saint-Denis, perto de Paris, França. 31/07/2020  REUTERS/Christian Hartmann
Neymar, em Saint-Denis, perto de Paris, França. 31/07/2020 REUTERS/Christian Hartmann
Foto: Reuters

A primeira confusão aconteceu no final do primeiro tempo, envolvendo o zagueiro espanhol do Olympique e também o argentino Di Maria, Neymar protestou com a arbitragem de uma possível ofensa racista do adversário. "Racismo não", dizia o brasileiro.

O árbitro deu sequência ao jogo, que teria mais tumulto no final. Com a bola rolando, os donos da casa impunham o ritmo. A maior parte da posse de bola ficou durante todo o tempo com o PSG, mas os jogadores não conseguiam tornar isso em algo produtivo. O time errava muitos chutes e desperdiçava a chance de abrir o placar.

Já o Marselha se concentrava em contra-ataques rápidos para pegar a defesa adversária desprevenida. Entretanto, foi em um lance de bola parada, aos 30 minutos do primeiro tempo, que Thauvin recebeu um grande lançamento para estufar as redes de Sergio Rico.

Ficar atrás no placar incomodou, nitidamente, os jogadores do PSG e, portanto, o time passou a atacar de forma mais intensa. Em diversas vezes, Mandanda foi obrigado a fazer ótimas defesas. No segundo tempo, Neymar recebeu a bola perto da pequena área e o goleiro do Marselha já estava vendido no lance, porém o brasileiro desperdiçou o lance.

Os parisienses continuaram a atacar, mas de nada adiantou. Ao fim do confronto, houve nova confusão, que terminou com cinco expulsões. Neymar, que se desentendeu novamente com Álvaro González, foi um dos que receberam cartão vermelho. Kurzawa e Paredes, do PSG, e Amavi e Benedetto, do Olympique, também foram expulsos.

Assim, o Paris segue sem pontuar no campeonato e está dentro da zona de rebaixamento, com um jogo a menos. Já o Marselha, que também tem uma partida a menos, sobe para a quinta posição e está com 100% de aproveitamento na competição, com seis pontos.

 

Veja também:

Veja promessas do Barcelona que podem despontar no futuro
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade