0

Mbappé brilha e, aos 19 anos, destrói a Argentina nas oitavas da Copa

Camisa 10 da França finalmente mostrou seu melhor futebol e ajudou a França a aumentar seu rendimento para eliminar os argentinos

30 jun 2018
13h09
atualizado às 13h27
  • separator
  • 0
  • comentários

A qualidade e o talento da França enfim apareceram nessa Copa do Mundo. Na vitória por 4 a 2 contra a Argentina, os Bleus mostraram que a juventude não precisa ser, necessariamente, um fator de preocupação para os torcedores. O maior responsável pela crescente confiança nesse momento foi Kylian Mbappé, de apenas 19 anos, que fez seu melhor jogo no Mundial e mandou os hermanos de volta para casa.

O atleta do Paris Saint-Germain (FRA) foi o melhor em campo na vitória francesa e se tornou o segundo jogador mais novo a marcar duas vezes em uma Copa na fase de mata-mata, se igualando a ninguém menos que Pelé. Contra os argentinos, apesar da pouca idade, mostrou quase uma experiência e sabedoria para dominar os espaços.

Em números, foram dois gols em dois chutes ao gol, dois dribles e três faltas, além do pênalti sofrido. Ele assombrou Jorge Sampaoli com muitas arrancadas, uma delas de 64 metros, atingindo 38km/h. Em toda Copa, são cinco finalizações, todas ao alvo, e três gols.

Mbappé já havia aparecido bem no primeiro tempo contra a seleção peruana, na segunda rodada da fase de grupos, quando fez o único gol do jogo. Porém, de um modo geral suas atuações seguiram o que a própria França havia feito: algo mais pragmático, sonolento e devendo o talento que todos esperam.

Mapa de calor de Mbappé (Foto: Reprodução/Footstats)

Além da velocidade que deixou a zaga mais experiente da Argentina perdida, o camisa 10 mostrou muita movimentação. Como podemos ver no mapa de calor, Mbappé não se limitou a ficar apenas do lado direito do campo, invertendo muito no campo, principalmente com Griezmann.

Chamando o protagonismo, Kylian Mbappé, enfim, ajudou a França a se colocar de vez entre as favoritas par ao título da Copa do Mundo de 2018.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade