0
Logo do Palmeiras
Foto: terra

Palmeiras

Mais compacto, Palmeiras vê treino dar certo e se anima com sequência

Cuca e jogadores consideram que time atuou mais próximo contra o Atlético-MG, no sábado, depois de quase duas semanas de trabalhos focados em corrigir os problemas atrás

13 set 2017
07h04
atualizado às 07h04
  • separator
  • comentários

Cuca e os jogadores do Palmeiras consideram que, embora o time não tenha vencido o Atlético-MG no sábado, as duas semanas de treinos deram resultado. A defesa, um dos pontos mais trabalhados no período, recebeu elogios, já que o Verdão se portou bem no Independência, mesmo jogando em boa parte do tempo com um a menos, e nos últimos com dois a menos.

- A gente fica feliz pelo trabalho. Como sempre falo, a defesa não vai bem nem vai mal só pelos zagueiros. A parte defensiva do Palmeiras foi muito boa. O time aprimorou e jogou mais juntinho, mais compacto (após os treinos). Temos de exaltar todos do sistema defensivo, que começa no ataque e termina no goleiro. Funcionou, tomara que a gente melhore cada vez mais e continue tendo elogios. As críticas fazem parte, mas os elogios quando vêm fazem você pensar de que está no caminho certo - pontuou Edu Dracena.

Foi comum nos últimos 15 dias ver Cuca acertar o posicionamento da primeira linha durante as atividades na Academia de Futebol. De fato, mesmo jogando na casa do Galo, o time correu menos riscos do que o comum e só sofreu o gol por uma cobrança de pênalti. Mesmo quando passou a jogar em desvantagem numérica, a equipe manteve-se organizada.

- Eu fico satisfeito com a defesa. O que trabalhamos a linha de defesa, e mesmo com nove fomos sólidos, firmes. Poderíamos estar jogando até agora, que talvez o gol não saísse. Eles se postaram muito bem - elogiou Cuca após a partida.

Em relação à equipe que jogou no sábado, o técnico terá de fazer mudanças, pois Luan está suspenso. Juninho é o principal candidato a jogar ao lado de Edu Dracena - ele entrou contra o Atlético-MG após o cartão vermelho do camisa 13 e jogou bem.

O próximo passo é parar de tomar gols, algo raro neste Brasileiro. A última vez que a defesa passou sem ser vazada foi há seis jogos, contra o Avaí, no Allianz Parque. Em 23 rodadas, o time não sofreu gols apenas em seis. Adaptando-se ao novo estilo de jogo, agora com quatro meio-campistas, o zagueiro considera que o Palmeiras tem boa margem para crescer no que resta do campeonato.

- O time nos últimos dois jogos vem jogando em uma maneira diferente do que o ano passado e está se dando bem. É bacana, porque quando muda peça e esquema requer um tempo de adaptação. E está sendo bom o tempo de treino. Temos de partir de um ponto, em crescente, por mais difícil que foi o último jogo - completou Dracena.

Agora, espera-se evolução no controle do jogo. O trabalho de terça, assim como também em parte das últimas duas semanas, teve como ênfase a posse de bola, trocar o máximo de passes possível. Este fundamento passou a funcionar melhor no sábado quando o Verdão jogou com um a menos. Serão agora cinco dias de treinos até o próximo encontro, contra o Coritiba, segunda, no Pacaembu.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade