4 eventos ao vivo

Infantino confirma que tentará reeleição na Fifa

No encerramento do 68º Congresso da entidade, atual presidente, no cargo desde 2016, declara que vai tentar continuar no posto em eleição que acontece no ano que vem

13 jun 2018
08h25
atualizado às 09h31
  • separator
  • comentários

A Fifa realizou, nesta quarta-feira, em Moscou, a edição de número 68 de seu Congresso. O principal ponto, além da aprovação de contas, solicitações em pauta e, sobretudo, a definição sobre a sede da Copa do Mundo de 2026, vencida por México, Canadá e Estados Unidos, foi a declaração final do presidente Gianni Infantino de que concorrerá a reeleição.

Infantino presidiu nesta quarta-feira o Congresso da Fifa em Moscou (Foto: Eitan Abramovich / AFP)
Infantino presidiu nesta quarta-feira o Congresso da Fifa em Moscou (Foto: Eitan Abramovich / AFP)
Foto: LANCE!

- Se me perguntarem sobre o tema direi sim, sou candidato a reeleição ao cargo de presidente da Fifa nas próximas eleições - declarou no discurso de encerramento do encontro.

Após o Congresso, já em uma coletiva de imprensa, o presidente justificou os motivos que levaram ele a tomar essa decisão de tentar se manter no cargo.

- Eu acredito no que posso fazer ainda pela Fifa e futebol. Tenho uma equipe de trabalho, que está comigo nos dois últimos, em que recebo muito apoio. A Fifa adotou uma postura firme para diversos assuntos. E a prova de que estamos no caminho certo e olhar nos olhos de crianças, como a de países pobres, e ver a alegria delas ao receberem uma bola de futebol - disse.

Infantino assumiu o posto de dirigente máximo da Fifa em fevereiro de 2016, após o escândalo de corrupção que caiu como uma bomba na entidade em 2015 e que resultou, entre prisões e expulsões, na queda do antigo mandatário, Joseph Blatter.

A eleição para o novo presidente da Fifa já tem data para acontecer: dia 5 de junho, em Paris (FRA), onde será realizada a próxima edição do Congresso da entidade.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade