0

Faltou o gol: Santos melhora na criação, mas peca nas finalizações

Com Diego Pituca de primeiro volante, Arthur Gomes na ponta esquerda e muita movimentação, Peixe cria muito, mas erra muitos gols. Atuação ajuda Cuca para o futuro

21 set 2020
08h39
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Santos pode dizer, com toda a certeza, que perdeu dois pontos no Rio de Janeiro após o empate contra o Botafogo, por 0 a 0, no Estádio Nilton Santos. E uma boa atuação dessa começa na escalação da equipe, que foi bem montada pelo técnico Cuca.

Marinho lamenta chance perdida em empate contra o Botafogo (Foto: Ivan Storti/Santos)
Marinho lamenta chance perdida em empate contra o Botafogo (Foto: Ivan Storti/Santos)
Foto: Lance!

O meio-campo, setor mais criticado após o empate contra o Olimpia-PAR, por 0 a 0, na Vila Belmiro, deu certo no jogo do Brasileirão, com bastante movimentação e rapidez na troca de passes. Um jogador foi fundamental para o bom andamento no meio: Diego Pituca. Antes escalado como um meia pela esquerda, o camisa 21 atuou de primeiro volante, contribuindo na saída de bola e ajudando na armação de jogadas.

A boa atuação do volante pode indicar ao técnico Cuca onde ele costuma render bem desde que chegou a equipe. Com isso, a escalação de Alison deve ser repensada pelo comandante santista. Surpresa na escalação, Jean Mota errou muitos passes e deixou mais uma vez a oportunidade passar.

Quem entrou bem no jogo foi Lucas Lourenço, que está tendo cada vez mais oportunidades na equipe santista. Se Alison não voltar, a escalação do meia armador pode ser uma alternativa para os próximos jogos. Cabe destacar também a não dependência de Marinho, já que o Santos conseguiu assustar o Glorioso mesmo com a má atuação do seu melhor jogador.

Porém, nem tudo são flores na boa atuação santista. Apesar do alto número de finalizações (21), o Peixe só acertou seis bolas no gol de Gatito Fernández, que foi muito bem e não deixou o Santos balançar suas redes. Raniel, Kaio Jorge, Carlos Sánchez e Arthur Gomes foram alguns que perderam boas chances.

Resta saber se Cuca manterá Diego Pituca de primeiro volante e qual será a formação do meio-campo no futuro. Se formos pela partida do último domingo, o técnico terá dúvidas na cabeça para a escalação ideal.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini

Veja também:

Editor do L! aposta em espanhol para substituir Luxemburgo no Palmeiras
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade