0

Concentração, convívio, recuperação e paz: os dias do São Paulo em Cotia

O Tricolor encerrou, na última semana, o seu período de treinos no CT de Cotia, referência na formação de jovens, mas o objetivo é levar o espírito desses dias para o restante do ano

8 jul 2019
06h05
  • separator
  • 0
  • comentários

São poucos os clubes brasileiros que possuem estrutura própria para concentrar seus jogadores, mais raros ainda são aqueles que dispõem de dois centros de treinamentos de excelência. O São Paulo está nesse seleto grupo e fez uso desse privilégio para levar seus atletas para passarem alguns dias no suntuoso CT de Cotia. Os dias de concentração terminaram na última semana, mas elenco e comissão técnica querem levar o período para o restante do ano.

Pato, Pablo e Helinho caminham em direção ao campo de treinos no CT de Cotia (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Pato, Pablo e Helinho caminham em direção ao campo de treinos no CT de Cotia (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Foto: Lance!

Localizado longe do caos urbano, o CFA Laudo Natel é o lugar perfeito para buscar paz e tranquilidade para o trabalho. Com estrutura de hotel de luxo, refeitórios, campos oficiais, Reffis, natureza e quase 200 profissionais à disposição, os jogadores do Tricolor puderam usufruir do ambiente perfeito para o período de treinos durante a pausa para a Copa América.

Há quem diga, entre os profissionais da comissão técnica, que uma estadia desse tipo na época das finais do Paulistão teria funcionado muito bem para o grupo de atletas. Tudo isso, o saldo da preparação é considerado altamente positivo, principalmente do ponto de vista da recuperação de jogadores como Hernanes, que não teve uma pré-temporada adequada, Alexandre Pato, Tchê Tchê e Vitor Bueno, que chegaram com as competições em andamento.- Um lugar fantástico, a gente sempre ouve falar de Cotia, mas nunca tinha vindo aqui, na base não tinha jogado aqui. Eles tem tudo, um lugar de excelência, com o pessoal gosta de falar, acho que não falta nada, agora é a gente aproveitar, desfrutar disso, melhorar e arrancar bem quando começar o campeonato - comentou Tchê Tchê nos primeiros dias de estadia em Cotia.

Na visão da comissão técnica, a concentração aliada aos treinamentos foram essenciais para a melhora física do grupo. "Já viu como eles estão correndo?", disse um profissional do clube. Essa evolução do condicionamento físico tem uma explicação: antes e depois das atividades, seja em campo ou na academia, os atletas não deixavam o CT, mas partiam diretamente para a recuperação, seguindo passo a passo de cada detalhe programado pelos profissionais.

- É realmente uma estrutura fantástica que o clube oferece aos atletas. Não é à toa que o São Paulo tem formado tantos jogadores nos últimos anos e conquistado títulos importantes nas categorias de base. É uma referência no Brasil e estar aqui em Cotia nesse período tem sido muito importante para o nosso grupo - declarou Vitor Bueno, um dos mais beneficiados no período.

No entanto, não foi só dentro de campo que o São Paulo levará frutos dessa estadia em Cotia. Fora das quatro linhas, no convívio diário, a avaliação é de que os jogadores fortaleceram amizades, criaram laços e aproveitaram ao máximo os momentos em que não estavam em atividades programadas. Jogos de cartas, apostas e outras recreações foram os passatempos entre os são-paulinos. Enquanto isso, comissão técnica e funcionários jogavam "peladas". Em uma delas Cuca chegou a sofrer um estiramento na coxa esquerda.

- Após as refeições, além de treinar juntos, se alimentar juntos, ficamos um pouco mais na mesa, conversando sobre vários assuntos. Então cria-se um pouco mais de intimidade, de conhecimento do outro, tem sido legal em todos os aspectos. Esse é um dos aspectos importantes, porque quando vai criando uma amizade maior, acho que a disposição dentro de campo, quando o companheiro errar, cobrir o erro do companheiro, porque a gente sente pelo companheiro, não é mais um colega de trabalho, é um amigo que fez uma besteira e você vai lá cobrir. Enfim, acho que essa amizade que se cria também é importante - contou Hernanes, um dos mais experientes do grupo.

Os dias de permanência em Cotia podem não ser garantia de título, mas é certo que havia a necessidade de buscar algo do tipo para essa pausa durante a Copa América. A reclusão, o afastamento das turbulências e a tranquilidade para o trabalho devem influenciar nos desdobramentos desta temporada, tanto pelos ganhos dentro de campo, quanto fora dele. E o primeiro teste oficial será no próximo sábado, diante do Palmeiras, às 19h, no Morumbi.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade