0

Com Cano de destaque, Vasco tenta ser mais eficiente nas finalizações; veja números

Equipe tem seis gols em oito partidas e é líder em finalizações no Campeonato Carioca; time só marcou mais de um gol na partida contra a Portuguesa

17 fev 2020
06h04
  • separator
  • 0
  • comentários

Apesar de Germán Cano viver ótima fase, o Vasco ainda busca ajustes no ataque para tentar um 2020 mais tranquilo. Com seis gols em oito jogos, uma média de 0,75, o time de Abel Braga ainda encontra dificuldades para transformar as finalizações em bolas na rede. Além do argentino, com quatro tentos, Werley marcou duas vezes. Talles Magno e Marrony ainda buscam o primeiro gol do ano. O segundo já marcou contra, no duelo com o Altos (PI).

Cano e Talles, dois dos principais jogadores do Vasco no ataque (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Cano e Talles, dois dos principais jogadores do Vasco no ataque (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

O único jogo em que o Vasco conseguiu marcar mais de um gol foi contra a Portuguesa. Além disso, foram quatro partidas sem balançar as redes e três fazendo apenas um.

De acordo com números do "Footstats", o Cruz-Maltino é o time que mais finaliza no Campeonato Carioca, com 77 chances - vale lembrar que o site não contabiliza os números do Flamengo. São 26 certas e 51 erradas. No total, 39 de dentro da área, 38 fora, 51 com a perna direita, 16 com a perna esquerda e 10 de cabeça. O Vasco tem uma média de 376,7 passes por partida, mas precisa de 421 toques para marcar um gol.
Na Copa do Brasil, com apenas uma partida, foram 25 finalizações e uma necessidade de 421 passes para marcar um gol, já que o time balançou a rede apenas uma vez.

Na construção para as finalizações, Yago Pikachu tem sido o jogador mais importante. É ele quem dá mais assistências para os chutes. O lateral também é um dos jogadores que mais finaliza no time. Germán Cano, artilheiro do time no ano com três, é o líder nesse quesito.

Cano foi o responsável pelos dois gols mais importantes do Vasco neste momento, na Copa do Brasil, no empate por 1 a 1 quando o time criou muito e teve alta dificuldade de marcar. E na Sul-Americana, na vitória por 1 a 0 contra o Oriente Petrolero (BOL), na ida, em São Januário. A volta acontece na próxima quarta-feira, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Ele é o atacante da Série A que mais finalizou em 2020.

- Acho que o time melhorou na questão da criação, algo que estava sendo muito falado. Pecamos na hora de finalizar. Tem de trabalhar essa parte final, o último passe e o último chute. Assim, as vitórias virão com mais tranquilidade e, talvez, não precisaremos passar por esse sufoco - disse o volante Andrey no desembarque após o empate contra o Altos na Copa do Brasil.

Veja também:

LANCE! mostra a classificação geral da era dos pontos corridos
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade