0

Cabia mais? Renato garante que placar na Vila poderia ter sido mais elástico

Reforçando a dificuldade de enfrentar o Santos como visitante, técnico do Imortal entende que seus comandados poderiam ter feito mais gols "se levassem mais a sério"

22 set 2019
10h23
atualizado às 10h23
  • separator
  • 0
  • comentários

Emendando o quarto triunfo consecutivo no Brasileirão em grande estilo com o 3 a 0 aplicado sobre o Santos em plena Vila Belmiro, era de se esperar que o técnico do Grêmio, Renato Portaluppi, teria uma entrevista coletiva carregada de elogios aos seus comandados.

LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
Foto: Lance!

Entretanto, o que se viu foi algo ainda mais assertivo em relação a forma que o treinador da equipe gaúcha enxergou o desempenho de seus atletas. Ao ponto de avaliar que, com exceção do início da partida, se o Tricolor tivesse "forçado" mais, teria feito um marcador ainda mais dilatado.
- É muito difícil ganhar do Santos aqui. Fazia muito tempo que não perdia. O Santos teve duas ou três chances no começo do jogo. Depois, saiu barato. Se o Grêmio levasse mais a sério, poderíamos aumentar o placar. O Grêmio ganhou e convenceu. Jogou muito bem, tirando os primeiros minutos - disse Renato.

Em análise mais detalhada sobre a partida em si, o treinador disse que os primeiros minutos dos anfitriões foram melhores, mas que, no restante do confronto, o Grêmio se sentiu confortável para implementar seu estilo de jogo e ganhar de forma convincente:

- Futebol às vezes muda de lado. O mais importante foi o que minha equipe jogou. Não começamos muito bem. Santos teve algumas oportunidades para abrir, mas o Paulo Victor fez grandes defesas. Depois nos encontramos. No segundo tempo, minha equipe começou a jogar, aproveitar os espaços, valorizar a posse. Começamos a construir situações de gols e fizemos três gols.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade