4 eventos ao vivo

Brasil vai mal e fica sem medalha no adestramento individual

País teve três (de 18) representantes na final da categoria, mas voltará sem medalhas

31 jul 2019
15h34
atualizado às 16h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
João Paulo dos Santos, com o cavalo Carthago Comando SN, ficou em oitavo, com 72,685% (Foto: Divulgação/CBH)
João Paulo dos Santos, com o cavalo Carthago Comando SN, ficou em oitavo, com 72,685% (Foto: Divulgação/CBH)
Foto: LANCE!

Dois dias após garantirem o bronze no adestramento por equipes, três dos quatro cavaleiros do time brasileiro de hipismo a competir, mas não tiveram a mesma sorte. Na categoria individual estilo livre o que teve o melhor desempenho foi João Paulo dos Santos, com o cavalo Carthago Comando SN. Ele ficou em oitavo, com 72,685%.

Brasileiro com mais chances de medalha, João Victor Oliva terminou em 12º, com 70, 665%. O seu cavalo é Biso das Lezirias. Logo acima dele, em 11º, ficou Leandro Aparecido da Silva, com Dicaprio. O ouro foi da americana Sarah Lockman (78.980%), a prata da canadense Tina Irwin (77.780%); e o bronze da americana Jennifer Baumert (75.755%). Sim, homens e mulheres disputam juntos a mesma prova. Foram 18 competidores ao todo, sendo nove (três de cada) dos países que ficaram no pódio na última segunda-feira, e outros nove por tempo.

Com o resultado obtido na última segunda-feira, o Brasil conquistou uma das duas vagas para as Olimpíadas de 2020, em Tóquio (JAP), pela primeira vez na história. A equipe foi beneficiado pelo fato dos EUA, que já tinham uma vaga, ficarem com a prata.

O Brasil está em terceiro no quadro geral de medalhas, com 11 ouros, 8 pratas e 17 bronzes, atrás apenas de México e EUA, que subiram no lugar mais alto do pódio em 13 e 28 oportunidades, respectivamente.

Veja também:

Os maiores artilheiros estrangeiros da história do Vasco
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade