5 eventos ao vivo

Beach Soccer: Brasil é campeão de torneio sul-americano pela 3ª vez

'Fiquei muito feliz de ver os meninos jogarem com muita aplicação', comemorou Juninho, ídolo da modalidade e atualmente técnico da Seleção sub-20; confira mais detalhes

9 set 2019
15h34
atualizado às 16h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Pela terceira vez em três edições realizadas, um dos grupos da Liga Sul-Americana de Futebol de Praia tem o mesmo campeão. O Brasil venceu o grupo Zona Sul - nos dois anos anteriores ele conquistou o grupo Zona Norte - ao terminar em primeiro lugar na tabela de classificação após sete vitórias no tempo normal e apenas uma derrota, somando todos os oito confrontos, quatro na categoria sub-20 e quatro adulto. Essa campanha deixou o país com 21 pontos, contra 20 da Argentina, vice-campeã.

Brasil levantou o troféu neste domingo (Foto: Divulgação/Conmebol)
Brasil levantou o troféu neste domingo (Foto: Divulgação/Conmebol)
Foto: Lance!

A última rodada colocou frente a frente os maiores rivais da América do Sul: Brasil e Argentina, ambos com chances de se tornarem campeões. O primeiro chegou à decisão com 18 pontos, após vencer no tempo normal (três pontos) suas seis partidas anteriores. Já os anfitriões tinham 17 pontos, conquistados em sete vitórias no tempo normal e uma vitória no tempo extra (dois pontos).

Com esse panorama, bastava uma vitória em alguma das partidas que o título seria novamente brasileiro.

No primeiro confronto, entre os times sub-20, a Argentina levou a melhor. Os gols de Andrey, Thiago Dias e dois do goleiro Teleco não impediram a derrota por 5 a 4.

O resultado fez com que as equipes adultas fizessem, de fato, a grande final. Se o Brasil perdesse, o título era dos hermanos. Se vencesse no tempo extra, chegaria aos mesmos 20 pontos dos donos da casa. Somente a vitória no tempo normal faria a equipe do técnico Gilberto Costa trazer o tricampeonato da fase de grupos para o nosso país de forma direta. E foi isso que aconteceu.Em uma tarde inspirada do craque Benjamin Jr., autor de dois belos gols, a jovem seleção convocada por Gilberto Costa não deu chance para o adversário e goleou por 6 a 3, com tranquilidade. Jordan, Raí, Paulo Vinícius e Edson Hulk completaram a lista dos artilheiros.

- Fiquei muito feliz em ter ajudado o Brasil com dois gols e assistência na partida decisiva. Encarei essa oportunidade de retornar a seleção com muita vontade de vencer e busquei ajudar da melhor maneira possível - disse o camisa 7 Benjamin Jr.

Gilberto Costa, que levou para Rosário uma seleção com atletas com menos de 23 anos em sua maioria, elogiou seus comandados.

- Os jovens que vieram para a Argentina estão de parabéns. Todos mostraram muito comprometimento e dedicação em cada partida. O título mostrou que todos souberam aproveitar a oportunidade da melhor maneira possível - disse o técnico, que fez questão de fazer uma menção especial.

- É importante parabenizar e reconhecer a importância do Mão nesse título, que capitaneou a equipe e entendeu os objetivos dessa competição - elogiou.

Quem também comemorou foi o ídolo e agora técnico do sub-20, Juninho. Em seu primeiro torneio oficial como treinador de Seleção Brasileira, levou mais um troféu pra sua vasta coleção.

- Fiquei muito feliz de ver os meninos jogarem com muita aplicação. Estamos numa fase de renovação da seleção sub-20 e seria importante conquistarmos esse título. Voltamos para o Brasil com a sensação de dever cumprido.

Veja também:

Vai ter jogo? Editor do L! analisa imbróglio na partida entre Palmeiras e Flamengo pelo Brasileirão
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade