PUBLICIDADE

Bahia bate o Ceará nos pênaltis e vence a Copa do Nordeste

Em partida emocionante, Esquadrão leva a melhor nas cobranças e, de quebra, acaba com a invencibilidade do Vozão no torneio

8 mai 2021 18h20
| atualizado às 18h28
ver comentários
Publicidade
Rodriguinho foi autor de um dos gols no jogo, além de ter convertido sua cobrança na decisão (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)
Rodriguinho foi autor de um dos gols no jogo, além de ter convertido sua cobrança na decisão (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)
Foto: Lance!

E deu Bahia na decisão da Copa do Nordeste, na tarde deste sábado na Arena Castelão. Em uma partida emocionante até o fim, terminando com o placar de 2 a 1, sendo 2 a 2 no agregado, o Esquadrão manteve a tranquilidade e, na penalidades, conquistou o título da competição pela 4ª vez na história.

Agora, tanto a equipe de Dado, quanto a de Guto, voltam às atenções para a CONMEBOL Sul-Americana. Na próxima quarta-feira, o Vozão receberá o Arsenal de Sarandí, enquanto o Tricolor, um dia depois, na quinta-feira, encara o Guabirá na casa dos bolivianos.

Felipe Vizeu sofreu com a marcação adversária; jogador foi substituído na segunda etapa (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)
Felipe Vizeu sofreu com a marcação adversária; jogador foi substituído na segunda etapa (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)
Foto: Lance!

Ceará inicia o jogo na pressão

Nos primeiros minutos, a equipe do Ceará visou sufocar o Bahia em seu campo de defesa. Com Mendoza sendo o homem mais acionado, as jogadas aconteciam mais pelo lado esquerdo, porém o único lance de maior perigo ocorreu aos 8 minutos, na cabeçada de Oliveira, meio desequilibrado, dando muito trabalho ao goleiro Matheus que, por sua vez, conseguiu fazer a defesa.

Ceará seguia melhor, mas falhava nas finalizações

Até meados dos 30 minutos, o time mandante mantinha o mesmo ritmo. Entretanto, mesmo com a velocidade de seus atacantes, foram poucos os lances que exigiram do arqueiro rival, mantendo o placar sem alterações.

Por outro lado, o Esquadrão pouco aventurava-se em seu campo de ataque. Em uma das poucas chegadas, o único chute saiu dos pés de Matheus Bahia, mas a bola acabou indo para a rede do lado de fora.

Bahia equilibra na reta final da etapa

Com o tempo passando, a equipe de Dado passou a não ficar apenas recuado esperando o adversário atacar. Sendo assim, foi pra cima do Vozão na expectativa de encontrar seu tento, quase conseguindo marcar com Rodriguinho em uma primeira tentativa e, momentos depois, Richard mostrou que estava atento conseguindo parar Thaciano por duas vezes.

Porém os comandados de Guto não ficaram para trás. Apostando em Mendoza, Vizeu e Lima, a melhor finalização saiu dos pés do colombiano que quase acertou o ângulo do camisa 32.

Ceará começa o segundo tempo em cima

Assim como foi na primeira etapa, a equipe local reiniciou o duelo conseguindo pressionar o Tricolor. Entretanto, mesmo com a pressão inicial, novamente as finalizações não surtiram efeito como na cobrança de falta de Vina, mas a bola acabou subindo muito.

Bahia abre o placar no Castelão

Com o tempo passando, a equipe do Bahia não desanimava e também seguia buscando seu tento. Até que conseguiu. Aos 16 minutos, depois de um lance na área a bola acabou batendo na mão de Luiz Otávio, com direito ao árbitro checando o VAR, e marcando o pênalti logo em seguida.

Na cobrança, o camisa 10, Rodriguinho, com toda sua calma, bateu forte, com segurança, vendo Richard cair para o outro lado. 1 a 0.

Embalado, Bahia amplia

E a equipe de Dado não queria saber de tirar o pé do acelerador mesmo após o tento marcado. Sendo assim, em uma nova chegada ao seu campo de ataque, Gilberto recebeu em boa posição conseguindo ajeitar para bate rasteiro sem chances para o camisa 1 do Vozão. Era o segundo dos visitantes.

Jael entra, desconta e coloca fogo no jogo

Com algumas substituições promovidas por ambos os treinadores, em uma delas Guto optou por colocar Jael em campo no lugar de Felipe Vizeu. E brilhou a estrela do atacante. Em um cruzamento pelo lado direito de Marlon, que também havia entrado momentos antes no lugar de Oliveira, cruzou na medida na cabeça de seu companheiro de time que mandou para o fundo das redes de Matheus Teixeira. 2 a 1.

Decisão vai para os pênaltis, e tricolor garante o título

Com o placar agregado em 2 a 2, o título acabou sendo definido nas cobranças de penalidades máximas. Depois de 9 cobranças, o Esquadrão acabou levando a melhor batendo o rival por 4 a 2, garantindo assim a taça da Copa do Nordeste em 2021.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 1(2)x(4)2 BAHIA - 2º JOGO DA FINAL DA COPA DO NORDESTE

Estádio: Arena Castelão, Fortaleza (EC)

Data: 08 de maio de 2021, às 16h (de Brasília)

Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim - AL

Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque - AL e Brigida Cirilo Ferreira - AL

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro - RN

Cartões amarelos: Mendoza e Lima (CEA) / Juninho, Rossi, Lucas Araújo, Daniel e Matheus Galdezani (BAH)

Cartões vermelhos: -

GOLS: Rodriguinho, 18'/2ºT; Gilberto, 25'/2ºT; Jael, 38'/2ºT

CEARÁ (Técnico: Guto Ferreira)

Richard; Gabriel Dias, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Pedro Naresi (Fernando Sobral, no intervalo), Oliveira (Marlon, aos 29'/2ºT) e Vina (Jorginho, aos 45'/2ºT); Mendoza, Lima e Felipe Vizeu (Jael, aos 29'/2ºT).

BAHIA (Técnico: Dado Cavalcanti)

Matheus Teixeira; Renan Guedes, Conti, Juninho e Matheus Bahia; Thaciano (Lucas Araújo, aos 27'/2ºT), Jonas (Matheus Galdezani, aos 5'/2ºT) e Daniel; Rossi (Ruiz, aos 26'/2ºT), Rodriguinho e Gilberto.

Lance!
Publicidade
Publicidade