0

Após rescisão com o Fluminense, Patrick Carvalho acerta com Al-Sahel

Jogador nunca chegou a estrear pela equipe tricolor, retornou após empréstimo para treinos com o sub-23, mas acabou não sendo utilizado

16 out 2020
15h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Sem nunca ter estreado pelo time principal do Fluminense, o atacante Patrick Carvalho está de saída para Al-Sahel, da Arábia Saudita. O jogador rescindiu o contrato com o Tricolor no início do mês e acertou nesta semana a transferência para o país, onde fará a segunda passagem, já que atuou na última temporada pelo Al-Akhdoud. O centroavante tem 23 anos de idade e voltou para, inicialmente, treinar com o sub-23 e ser avaliado, mas não ficou.

Patrick Carvalho assinou com o Al Sahel, da Arábie Saudita (Foto: Divulgação/Al Sahel)
Patrick Carvalho assinou com o Al Sahel, da Arábie Saudita (Foto: Divulgação/Al Sahel)
Foto: Lance!

Patrick foi emprestado primeiro ao Lahti, da Finlândia. Depois, voltou ao Rio de Janeiro e teve passagens por Nova Iguaçu e Boavista. Chegou a ser cedido ao Tupi (MG) e ao Chiasso, da Suíça. Por fim, desembarcou em nova experiência internacional no Al-Akhdoud. Com um novo desafio pela frente, o jogador acredita que crescerá e ganhará ainda mais recursos técnicos e táticos.

- É um novo desafio na minha carreira e fico muito empolgado com isso e com o acerto com o Al-Sahel. Conheço o futebol da arábia e seu do grau de competitividade. Vou ganhar muito com essa experiência e tenho certeza que meu futebol vai crescer. Eu tenho facilidade em me mover no ataque, sempre dando opções para os meias. Tenho apenas 23 anos e ainda vou crescer em termos táticos e técnicos. Acho que posso agregar bastante no ataque do Al-Sahel - disse o jogador.

Patrick Carvalho pode atuar como referência no ataque, segundo atacante ou meia centralizado e vê nessa oportunidade a chance de ter mais minutos em campo, algo que não conseguiu no Flu. O jogador chegou a negociar com o Remo, do Pará, mas o negócio esfriou por conta da investida do clube árabe. O contrato dele era válido apenas até o fim de 2020.

No Tupi-MG, o jogador marcou oito gols em 15 jogos feitos - uma média um pouco superior a um gol a cada duas partidas. Cria de Xerém, ele vinha sendo emprestado desde 2016.

Veja também:

Mostramos o cenário na briga pelo prêmio de melhor do mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade