0

Aos 45, atleta revela importância do Jiu-Jitsu em sua vida e mira torneios

Atualmente com 45 anos de idade e no Jiu-Jitsu desde os 40, Cacá Esposito conta como o Jiu-Jitsu ajudou em sua rotina e revela intenções de disputar torneios internacionais; veja

25 mar 2019
12h08
  • separator
  • comentários

Praticante de artes marciais desde os 20 anos de idade, a modelo e influencer Cacá Esposito, hoje com 45 anos, vem se dedicando ao Jiu-Jitsu desde 2014. Campeã no primeiro torneio que participou, ainda na faixa azul, a carioca vem colecionando títulos.

Cacá Esposito está no Jiu-Jitsu há cinco anos e pretende seguir evoluindo na modalidade (Foto: Divulgação)
Cacá Esposito está no Jiu-Jitsu há cinco anos e pretende seguir evoluindo na modalidade (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

Em 2018, Cacá foi campeã brasileira e vice mundial na faixa roxa. No entanto, a atleta não pensa em parar por aí e planeja voos maiores na arte suave em 2019.

Uma das maiores dificuldades do esporte no Brasil é a falta de apoio e patrocínio. Pelo menos nesse quesito, Cacá Esposito começou o ano bem. A lutadora fechou patrocínio com a marca americana de suplementos alimentares "Midway Labs USA" e festejou a vinda de um apoio para auxiliar em sua carreira.

- A Midway veio agregar bastante para mim. É uma marca de nome no mercado, entrou em um momento muito bom e espero que seja uma parceria de grande sucesso. Agradeço muito a confiança deles em mim -.

Para 2019, Cacá, que se diz uma apaixonada pela arte suave, se prepara para competir o Brasileiro da CBJJ e o Mundial de Masters da IBJJF, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

- Logo que comecei a praticar o Jiu-Jitsu, me apaixonei. Participo de competições no Brasil e exterior desde a faixa azul. O ano passado foi excelente para mim, pois ganhei o Brasileiro e fui vice mundial. O Jiu-Jitsu me desafia. Toda vez que vou competir, eu me sinto viva. Uma coisa que o Jiu-Jitsu trouxe de bom para mim é a certeza que nunca é tarde para se começar uma coisa nova. Isso eu procuro passar aos meus seguidores. Comecei aos 40 anos, hoje tenho 45 e já conquistei muita coisa no esporte. Quando se deseja e se quer algo, é possível. Com dedicação e empenho, tudo é possível. O Jiu-Jitsu me trouxe essa verdade - finalizou.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade