0

Alvo de racismo no início do ano, Marega se manifesta a favor de movimentos antirracistas

Jogador do Porto foi alvo de insultos em vitória do Porto sobre o Vitória de Guimarães em fevereiro. No Twitter, atleta pediu justiça por George Floyd e por francês morto em 2016

1 jun 2020
18h10
atualizado às 18h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Mais um jogador usou as redes sociais para se manifestar contra o racismo e apoiar as manifestações e movimentos antirracistas que tomam conta do mundo desde a última semana, especialmente após a morte do americano Geroge Floyd, homem negro que foi torturado por um policial branco.

Pelo Twitter, o atacante Moussa Marega, do Porto, compartilhou uma foto de uma manifestação marcada para esta terça-feira, na França, para pedir justiça por Adama Traoré, que foi morto no país em 2016, aos 24 anos, em circunstâncias semelhantes com a morte de George Floyd.

Um país sem justiça é um país que pede revolta - dizia parte da publicação.

Marega repreendendo gritos racistas da torcida do Vitória de Guimarães (Foto: AFP)
Marega repreendendo gritos racistas da torcida do Vitória de Guimarães (Foto: AFP)
Foto: Lance!

Vale lembrar que Marega foi alvo de insultos racistas em fevereiro deste ano durante um jogo do Porto contra o Vitória de Guimarães. Após marcar o gol que deu a vitória aos Dragões, o jogador foi ofendido pela torcida do time da casa e, revoltado, deixou o campo.

Veja também:

Dérbi paulista e Gre-Nal prometem esquentar a quarta-feira de decisões nos estaduais
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade