6 eventos ao vivo

Aguirre aponta jogo convincente e diz que Valdívia ficou fora só por opção

Técnico comemorou atuação do São Paulo e da torcida na vitória sobre o Santos, neste domingo, no Morumbi, e fala que assalto à família não influenciou na ausência de Valdívia

20 mai 2018
18h56
  • separator
  • 0
  • comentários

Diego Aguirre, enfim, saiu do Morumbi plenamente satisfeito neste domingo. O técnico se recusa a falar em time ideal, mas aprovou a atuação da equipe e da torcida na vitória por 1 a 0 sobre o Santos, jogo tido como decisão para o comandante e, também, dá melhores números ao único invicto no Campeonato Brasileiro até agora.

São Paulo x Santos
São Paulo x Santos
Foto: Luiz Moura/WPP / Lance!

- Estávamos precisando de uma vitória convincente, porque a última foi contra o Rosario Central, e não fiquei feliz. Hoje, foi merecido, e contra um rival, o que significa muito, por ser clássico. Pode ser um ponto de partida. mas não quero ilusionar ideias. Vamos ver o que pode acontecer. Pode ser o começo, mas não posso falar com certeza. Temos que ver e confirmar para acreditar se estamos no caminho. Eu não me sentia bem quando falavam da invencibilidade, sentia que não era nada, um dado só. Eu trocaria por mais pontos. Hoje, estamos mais perto das primeiras posições - comemorou.

- Estou feliz pelo jogo que fizemos. Merecíamos a vitória. Perdemos muitas situações durante o jogo, é normal sofrermos um pouco. Mas era um jogo decisivo, clássico, em casa. Fico feliz pela torcida, que esteve conosco, nos apoiando a todo momento e transmitindo muita força. Se o São Paulo repetir jogos como o de hoje, daremos muitas alegrias à torcida, certamente - prosseguiu o uruguaio.

O São Paulo encerrou uma sequência de quatro empates e chega a dez pontos, a três do Atlético-MG, líder do Campeonato Brasileiro. Mas, em meio a tanta alegria, quem não ficou nem no banco foi Valdívia. E Aguirre garante: o fato de a casa dos pais do meia-atacante ter sofrido um assalto na última semana, no Mato Grosso, não teve nada a ver com sua opção de excluí-lo da lista de relacionados para o San-São.

- Tem coisas que são internas. Ele tem uma situação pessoal, mas está tudo bem, Ele também estava precisando ver a família, mas a decisão de não convocar não foi por esse motivo - enfatizou o treinador do Tricolor.

Confira outros temas abordados por Diego Aguirre neste domingo:

Perto do time ideal?
Não posso falar de time ideal ou se estamos perto. É a partir de atitude, vontade e ordem tática que o time começa a se construir, e os jogadores vão aparecendo em seu melhor nível. Nenê e Diego são experientes e importantes, transmitem liderança, mas Everton está jogando muito, Marcos Guilherme fez um bom jogo. Se eu falar um por um, falaria mais coisas. Fizeram um esforço tremendo, tiveram cãibras por tudo que entregaram. esse jogo, como falou Sidão antes do jogo, era o céu ou inferno. Hoje, tiveram essa entrega maravilhosa e estou orgulhoso.

Recuo no fim
Não foi por estratégia. Eu gostaria de vencer por mais gols. Eu gostaria de melhorar as finalizações. A partir daí, é transformar a diferença no campo em gols. Temos de trabalhar e melhorar, sempre. Faltam muitas coisas para um time ideal.

Rodízio na escalação
Não quero deixar dúvidas e quero esclarecer. Não troco o time toda hora, porque tem jogador que jogou todas. Os jogadores que me dão certeza, normalmente, estão em campo. Vejo no treino, e tem jogadores que sentem titularidade porque ganham em campo. Não troco qualquer um por trocar. Os rendimentos em campo dão essa continuidade. Tenho um elenco com quase 30 jogadores, e muitas opções. Tenho que ser justo e dar chance, como foi com o Shaylon no jogo passado, voltou o Anderson, que fez um jogo espetacular, e ganhei mais um zagueiro. É uma dúvida boa. E vamos tentando encontrar os 11 melhores, mas sete ou oito jogam sempre. Valdívia não foi convocado por tudo isso que falei.

Brenner treinando com a Seleção nesta semana
Para ele, deve ser uma experiência maravilhosa treinar com todos os fenômenos da Seleção Brasileira. Tomara que volte com esse entusiasmo e essa experiência que vai ajudar. Que possa retomar aqui. Mas é um menino que acaba de cumprir 18 anos de idade, com muito caminho para percorrer. Sem pressa com ele. Precisa crescer, amadurecer e, seguramente, será um reforço importante para o futuro do São Paulo.

O que falta ao São Paulo?
Temos de ser mais efetivos e ter mais jogo, controlar mais o jogo. Por alguns momentos, jogamos bem, mas, em outros, não. Estamos um pouco irregulares. temos de ter mais regularidade. E tem situações. Perder gol por não finalizar bem não me preocupa. Quero ter opções, e o time tem que criar situações. Seguramente, assim, vamos fazer, porque temos jogadores de muita tranquilidade para estar tranquilo com isso.

Diego Souza como 9
Nunca tive dúvida de que ele poderia jogar como centroavante. Foi contratado assim, Tite o levou para a Seleção assim e eu o uso assim. Não dá nem para falar mais disso. Hoje, para nós, na necessidade de plantel, está claro que é uma opção espetacular. Aproveita para parabenizá-lo. Ele se esforça muito, sofreu período de adaptação normal, mas está pegando liderança e mostrando que foi um reforço muito bom, uma decisão excelente ter comprado Diego Souza.

Rodrigo Caio
Rodrigo Caio teve uma situação em que quem resolve são os médicos. Não foi convocado, mas faz parte quando se tem tantas opções. Lamentavelmente, teve esse problema e, depois da cirurgia, pode voltar com toda sua força e qualidade.

Morumbi
No Morumbi, ainda não perdemos, isso é uma boa coisa que está acontecendo, somos fortes em casa. mas Morumbi sem gente não tem pressão. Como hoje, com torcida conosco, respaldando cada bola dividida e o espírito do time, pode ser forte.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade