PUBLICIDADE

Renan exalta "resiliência" do Brasil para derrotar a França

Técnico da Seleção masculina de vôlei destacou que o time nacional soube equilibrar cautela e risco em triunfo por 3 sets a 2 na Olimpíada

1 ago 2021 02h38
| atualizado às 03h00
ver comentários
Publicidade

Em longo e grande confronto encerrado na madrugada deste domingo (no horário de Brasília), o Brasil derrotou a França por 3 sets a 2 em seu último jogo pela fase de grupos do vôlei masculino em Tóquio. A equipe comandada por Renan dal Zotto teve altos e baixos na partida, porém foi mais regular que o adversário e garantiu, no mínimo, a segunda colocação de sua chave.

Renan gesticula durante o emocionante jogo entre brasileiros e franceses em Tóquio
Renan gesticula durante o emocionante jogo entre brasileiros e franceses em Tóquio
Foto: Valentyn Ogirenko/Reuters

Após o jogo, o técnico exaltou o equilíbrio demonstrado pelo time brasileiro, destacando a importância do confronto que a equipe terá nas quartas de final, contra rival ainda a ser definido neste domingo.

"Fomos resilientes o suficiente para não desistir nunca. O jogo poderia ter sido vencido por qualquer uma das duas equipes, mas o Brasil teve lucidez e cautela no momento mais decisivo. Até certo ponto, arriscou um pouco mais para trazer esse resultado positivo", disse o treinador à TV Globo.

"Era muito importante pela classificação, a gente acaba a primeira fase em segundo. Agora, é sorteio. Em Jogos Olímpicos, você não pode ficar escolhendo. Tenho certeza de que será o jogo mais importante do nosso quadriênio", completou.

Na realidade, o Brasil ainda tem uma remota chance de terminar a fase de grupos na liderança. Para isso, no entanto, a lanterna Tunísia precisa derrotar o forte time do Comitê Olímpico Russo, que nesta primeira fase da competição derrotou os brasileiros por 3 sets a 0.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade