PUBLICIDADE

Jogos de Paris

Organização do Pan erra medida na Marcha Atlética Feminina e 12 atletas 'batem' recorde mundial

Erro foi confirmado pela organização, que atrasou o início da prova masculina para fazer nova medição.

29 out 2023 - 11h43
(atualizado em 30/10/2023 às 10h10)
Compartilhar
Exibir comentários
Brasil na Marcha no Pan de Santiago 23 -
Brasil na Marcha no Pan de Santiago 23 -
Foto: Miriam Jeske/COB / Esporte News Mundo

Um erro da organização desses Jogos Pan-Americanos de Santiago, no Chile, gerou um fato bem inusitado na Marcha Atlética, na modalidade de 20km. Durante a prova disputada neste domingo, 29, em Santiago, um erro da organização na aferição do percurso, fez com que 12 atletas fizessem a prova abaixo do recorde mundial. Mas na realidade é que o percurso não teve 20km e sim cerca de 17km. O erro foi confirmado pela organização, que atrasou o início da prova masculina para fazer nova medição.

Gabriela Garcia, do Peru, foi a campeã da prova com o tempo de 1h12min26s, quase 12 minutos mais rápido que o recorde mundial da prova, que é de 1h23min49s e pertence a Jiayu Yang, da China. Garcia é campeã mundial e era a grande favorita ao ouro, mas durante o percurso ela não estava entendendo as marcas que vinha fazendo. Assim que finalizou a prova, ela comemorou a medalha de ouro, mas demonstrou estranhamento e sabia que a marca estava errada.

No placar oficial, as 12 primeiras colocadas teriam batido o recorde mundial, inclusive as brasileiras Viviane Lyra, que ficou em quarto com 1h15m33s, e Gabriela Sousa, que terminou a prova em 1h21h05s.

O percurso da marcha atlética era para ter um quilômetro de distância e os atletas dariam vinte voltas. É assim que acontece em qualquer competição, inclusive em Mundiais e Jogos Olímpicos. As vinte voltas foram dadas, mas esse percurso tinha menos de um quilômetro.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade