PUBLICIDADE

Lucão sobre russos: "Estão em um nível maior do que o nosso"

O técnico Renan Dal Zotto também analisou o revés: "Eles tiveram uma excelente eficiência no bloqueio"

28 jul 2021 14h35
| atualizado às 15h18
ver comentários
Publicidade
Lucão (de máscara) em partida contra o Comitê Olímpico Russo
Lucão (de máscara) em partida contra o Comitê Olímpico Russo
Foto: Carlos Garcia Rawlins / Reuters

O time de vôlei masculino do Brasil sofreu nesta quarta-feira, 28, a primeira derrota nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Os brasileiros perderam para os russos por 3 sets a 0.

Lucão, central da equipe, avaliou a partida: "Temos que ressaltar que, pelo menos hoje, eles estão em um nível maior do que o nosso. Alimentamos no que eles são bons, que é o bloqueio, além de terem sacado muito bem. E quando se joga na frente fica mais fácil. Hoje não conseguimos impor nosso jogo e eles estão de parabéns. Não temos tempo de lamentar."

O técnico Renan Dal Zotto analisou o revés: "No primeiro set, estávamos jogando de igual para igual e tivemos pelo menos seis contra-ataques que não conseguimos efetivar. Enfrentamos muito o bloqueio deles e eles têm méritos também."

"Eles tiveram uma excelente eficiência no bloqueio e nós precisamos ter um pouco mais de paciência para jogar ou estourar porque eles vão realmente muito alto. Temos que pensar estrategicamente em como superar isso", completou.

Renan Dal Zotto
Renan Dal Zotto
Foto: Carlos Garcia Rawlins / Reuters

O Brasil enfrenta os Estados Unidos na quinta-feira, às 23h05 (de Brasília). A partida é válida pela 4ª rodada da fase de grupos.

Sobre o confronto diante dos estadunidenses, Renan disse que "temos que nos entregar ao máximo. É uma equipe que tem volume de jogo muito grande, que joga acelerado, tem defesa e vai ser um jogo longo."

"Não tem jogo fácil aqui. Temos que parar, reconstruir e buscar a vitória. É olhar para frente, pensar nos Estados Unidos, levantar a moral porque o campeonato ainda é longo. Nós, da comissão técnica, vamos analisar, ver o que precisa melhorar e trabalhar em cima dos Estados Unidos", concluiu o comandante.

Por fim, após a partida contra os EUA, o time brasileiro encara a França, pela última rodada da primeira fase, no sábado, às 23h05 (de Brasília).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade