2 eventos ao vivo

Casa de Arthur Nory é invadida em SP e tem medalhas roubadas

Atleta de 27 anos afirmou que teve todas as suas medalhas roubadas e pediu ajuda aos seguidores

5 fev 2021
22h42
atualizado em 6/2/2021 às 09h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Bronze no solo nas Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016 e campeão mundial da barra fixa no Mundial de Ginástica de 2019, Arthur Nory teve sua casa invadida nesta sexta-feira, em São Paulo. Através do Instagram, o atleta de 27 anos afirmou que teve todas as suas medalhas roubadas e pediu ajuda aos seguidores.

O ginasta Arthur Nory, um dos participantes do programa
O ginasta Arthur Nory, um dos participantes do programa
Foto: Susana Vera / Reuters

"Hoje, entraram na minha casa. Além do difícil momento que passamos, os bandidos levaram TODAS as minhas medalhas. São objetos simbólicos, mas elas representam todo o meu suor, trabalho e dedicação. Fiquem tranquilos, graças a Deus está tudo bem comigo. Quero continuar o meu trabalho para trazer mais medalhas pra casa. Minha tentativa com esse aviso é pedir ajuda. Se vocês souberem dessas medalhas (seja sendo vendida em algum lugar) me avisem e devolvam. Elas tem um valor gigante pra mim", escreveu.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Arthur Nory (@arthurnory)

Nory é um dos principais nomes da ginástica artística do Brasil. Além do bronze nos Jogos Olímpicos em 2016 e do ouro no Mundial de 2019, o paulista acumula outras conquistas importantes, como o ouro no Pan de Lima, no Peru, em 2019, e etapas da Copa do Mundo.

Para as Olimpíadas de Tóquio, Arthur Nory é grande esperança da modalidade. Com o adiamento da competição por conta da pandemia de coronavírus, o ginasta passou por uma cirurgia no ombro esquerdo e, desde então, tem treinado para retornar ao pódio.

Veja também:

LANCE! mostra 20 feras sul-americanas que valem investimento
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade