PUBLICIDADE

Zagueiro morre baleado após tentativa de sequestro na África do Sul

Luke Fleurs tinha 24 anos e estava no Kaizer Chiefs, o que definiu como um "sonho" na carreira

4 abr 2024 - 11h10
Compartilhar
Exibir comentários

O zagueiro Luke Fleurs foi morto baleado durante uma tentativa de sequestro em Joanesburgo, na África do Sul, aos 24 anos. Fleurs defendia o Kaizer Chiefs desde o começo deste ano. Ninguém foi preso.

Luke Fleurs foi morto aos 24 anos em tentativa de sequestro na África do Sul.
Luke Fleurs foi morto aos 24 anos em tentativa de sequestro na África do Sul.
Foto: Divulgação/Kaizer Chiefs / Estadão

O crime aconteceu na noite de quarta-feira, 3, enquanto Fleurs esperava para ser atendido em um posto de gasolina. Homens armados o abordaram e mandaram que o jogador saísse do veículo. Logo depois, porém, os criminosos o tiraram do carro à força. Em seguida, Fleurs foi atingido por um tiro no tórax. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia local verificou que um dos suspeitos fugiu da cena do crime conduzindo o veículo do jogador, mas ainda não anunciou se conseguiu os localizar.

O Kaizer Chiefs, um dos clubes mais populares do país e 12 vezes campeão nacional, lamentou a morte do jovem, em nota. Fluers assinou com o clube em outubro e definiu que se tratava de "um sonho que se tornava realidade". O jogador ainda não tinha entrado em campo pelo time e tinha mais dois anos de contrato com o clube.

As primeira e segunda divisões sul-africanas terão um minuto de silêncio antes das partidas da próxima rodada em homenagem a Fleurs. O ministro do Esporte do país lamentou a morte do jogador e destacou a passagem do atleta pelas categorias de base da seleção da África do Sul. "Estou triste porque mais uma vida foi interrompida devido a crimes violentos", escreveu Zizi Kodwa no X (antigo Twitter).

A morte de Fleurs também foi lamentada por Siphiwe Tshabalala, ex-jogador que ficou conhecido por marcar o primeiro gol da Copa do Mundo 2010, a primeira disputada no continente africano. "Descanse em paz, jovem", escreveu no Instagram. O ex-meia fez maior parte da carreira no Kaizer Chiefs, entre 2007 e 2018.

Luke Fleurs chegou à academia de jovens do Ubuntu, clube da Cidade do Cabo, onde nasceu, em 2013. Três anos depois, o atleta se profissionalizou ainda pela equipe local. Depois, ele passou cinco anos no SuperSport United, clube três vezes campeão sul-africano. Em outubro de 2023, ele fechou com o Kaizer Chiefs. Ele não chegou a ser convocado pela seleção principal da África do Sul, mas tinha o nome especulado para próximas convocações. O zagueiro integrou do elenco que representou o país nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade