0

São Paulo presta homenagem a Lucas Moura e Darío Pereyra

14 jun 2018
13h42
atualizado às 13h42
  • separator
  • comentários

O São Paulo organizou, na última quarta-feira, um almoço com dirigentes e conselheiros para receber o meia-atacante Lucas Moura, campeão da Copa Sul-Americana de 2012, e Darío Pereyra, um dos maiores zagueiros da história da equipe. Ambos foram presentados com uma placa em homenagem aos serviços prestados ao Tricolor.

De acordo com o clube, a cerimônia faz parte de um projeto idealizado pelos Conselhos Deliberativo e Consultivo, com a aprovação do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, cujo objetivo é reverenciar e manter a proximidade entre instituição e ídolos e ex-jogadores.

"Um foi formado em Cotia, é uma das maiores transações do futebol nacional, fez sucesso aqui e esperamos que volta a fazer sucesso no clube em um futuro retorno ao Brasil", afirmou Marcelo Abranches Pupo Barboza, presidente do Conselho Deliberativo.

Ele se refere a Lucas Moura, hoje no inglês Tottenham e que em 2012 foi vendido ao Paris Saint-Germain por R$ 108 milhões. O seu retorno não parece um sonho impossível, já que o próprio atacante, em visita ao Morumbi na semana retrasada, o tratou como viável futuramente, assim como Alexandre Pato.

"Toda vez que venho ao Morumbi passa um filme na cabeça e bate uma saudade grande. O São Paulo faz parte da minha história, proporcionando muitas alegrias e permitindo que chegasse onde estou. Fico muito feliz e honrado em receber essa homenagem, pois o São Paulo está no meu coração", disse Lucas Moura.

"O outro é um dos maiores zagueiros do futebol mundial, tendo papel marcando na história do clube entre as décadas de 1970 e 1980. Esta sequência de homenagens não é uma reverência somente do Conselho Deliberativo e da diretoria, mas também dos torcedores", explicou o conselheiro, elogiando Darío Pereyra.

"Uma iniciativa muito boa por parte do clube porque, como ex-atleta, a tendência é ficar afastado. Receber esse reconhecimento e perceber a amizade de todos faz muito bem para nós e para o clube", disse Darío, ganhador duas vezes do Campeonato Brasileiro (1977 e 1986) e quatro do Paulista (1980, 1981, 1985 e 1987).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade