PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Palmeiras é previsível no ataque, desatento na defesa e perde para o Inter

Equipe de Abel Ferreira cai na rotina, repete modelo e é derrotada pela primeira vez no Campeonato Brasileiro

23 abr 2024 - 09h50
(atualizado às 09h50)
Compartilhar
Exibir comentários

Previsível, o Palmeiras fez uma partida tediosa nesta quarta-feira na Arena Barueri. Com a defesa frágil e meio-campo travado, o time alviverde pouco ofendeu a meta do Internacional e acabou derrotado por 1 a 0, com gol de Wesley, que já defendeu as cores palmeirenses.

São flagrantes no Palmeiras os problemas na criação. O meio-campo enferrujado com Raphael Veiga e sem Zé Rafael torna a missão das defesas adversárias mais simples. Os erros de passe na contrução das jogadas travam a evolução da equipe.

Jogar em Barueri não é desculpa para mais uma atuação abaixo do esperado. O pragmatismo - adotado por crença do técnico Abel Ferreira -, quando usado em doses excessivas, se torna um veneno. Cabe ao treinador transformar os movimentos para tornar a equipe não apenas competitiva, mas capaz de ampliar seu repertório.

Defesa cochila, e Palmeiras sai atrás

O equilíbrio da partida favoreceu os dois ataques. Ultrapassar as linhas defensivas não se mostrou um grande obstáculo, mas a qualidade técnica dos passes entre meias e atacantes não permitiu que os goleiros trabalhassem no início do duelo. Aos 20 minutos, a zaga do Palmeiras bobeou, Gómez chegou atrasado para afastar o perigo e acertou o atacante Wesley, ex-jogador alviverde. Borré foi para a cobrança e isolou em uma cobrança grotesca.

Após o susto, o Palmeiras passou a dominar a partida, mas repetiu os pecados dos últimos jogos. Muito toque de bola, excesso de preciosismo e poucos chutes. Quando o jogo cominhava para o fim da etapa inaugural, o Inter conseguiu chegar aos gol. Aos 45, Borré acertou assistência para Wesley, que chutou cruzado para abrir o placar.

Palmeiras tenta, mas mudanças chegam tarde demais

O Palmeiras voltou para a etapa complementar afoito. O gol teimou em não sair muito por causa da falta de criatividade alviverde. Abel mexeu na dinâmica do ataque para fortalecer a articulação dentro da grande área, formando um trio com Endrick, Rony e López.

Essas mudanças não funcionaram. Abel, então, tentou dar novo ânimo ao time com Estêvão. O garoto, de fato, fez a diferença e provocou confusão da retaguarda colorada. O treinador português finalmente abriu mão de Raphael Veiga - que tem feito muito pouco nas últimas partidas - e promoveu a estreia de Rômulo, que veio do Novorizontino. Ainda assim, foram raros os lances de perigo na área colorada e o placar se manteve favorável aos visitantes.

Próximos jogos de Palmeiras e Inter

O Palmeiras retorna ao Allianz Parque no domingo, às 16h, para medir forças com o Flamengo pela terceira rodada. No mesmo horário, o Internacional tem compromisso na Arena da Baixada em duelo com o Athletico-PR.

PALMEIRAS 0 x 1 INTERNACIONAL

  • PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Marcos Rocha), Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Aníbal Moreno, Richard Ríos (Gabriel Menino) e Raphael Veiga (Rômulo); Endrick, Flaco López (Estêvão) e Lázaro (Rony). Técnico: Abel Ferreira.
  • INTERNACIONAL: Rochet; Bustos (Igor Gomes), Vitão, Mercado e Renê; Thiago Maia, Bruno Henrique (Rômulo) e Maurício (Luca); Wesley (Robert Renan), Borré e Wanderson (Gustavo Prado). Técnico: Eduardo Coudet.
  • GOL: Wesley, aos 45 minutos do 1º tempo.
  • ÁRBITRO: Lucas Paulo Torezin (PR).
  • CARTÕES AMARELOS: Flaco López, Aníbal Moreno, Wesley, Renê, Mercado e Borré.
  • PÚBLICO: 13.464 torcedores.
  • RENDA: R$ 505.836,00.
  • LOCAL: Arena Barueri.
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade