PUBLICIDADE

Mundial de Clubes

Trunfo do Manchester City no Mundial, Ederson conhece trabalho de Fernando Diniz com a Seleção Brasileira

Goleiro é uma arma do clube inglês diante do Fluminense

20 dez 2023 - 19h31
Compartilhar
Exibir comentários

Goleiro do Manchester City e da Seleção Brasileira, Ederson é uma espécie de trunfo para Pep Guardiola. Embora o jogador não seja considerado um espião do Fluminense, o atleta conhece de perto o trabalho e a ideologia de Fernando Diniz.

Foto: Lance!

Em setembro e outubro, Ederson foi convocado pelo treinador interino do Brasil para as Datas Fifas em que a equipe enfrentou Bolívia, Peru, Venezuela e Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Por conta disso, o goleiro já viu de perto o trabalho da comissão técnica que comanda o Tricolor.

Logo após a vitória do Manchester City sobre o Urawa Reds, que garantiu os Sky Blues na final do Mundial de Clubes, o brasileiro revelou que teve conversas com Guardiola sobre Fluminense e Diniz. O atleta também afirmou que a equipe irá se preparar para conquistar o inédito título.

- Eu já tive conversas com ele (Guardiola) sobre o Diniz e Fluminense, então ele já está ciente do que o Diniz pensa. Pegou dicas com Fernandinho, que esteve lá essa semana. Acho que ele está muito bem informado - disse o goleiro na zona mista.

Nos quatro jogos em que trabalhou com Fernando Diniz na Seleção Brasileira, Ederson jogou em uma equipe muito parecida taticamente com o que se vê no Fluminense. Casemiro e Bruno Guimarães atuaram no meio em todas as partidas, como fazem André e Martinelli no Tricolor.

Naqueles confrontos, o Brasil atuou com Neymar como um armador e um trio de ataque formado por Rodrygo, Richarlison (Gabriel Jesus) e Vini Jr (Raphinha). O Time de Guerreiros atua com Ganso como maestro, enquanto Arias, Cano e Keno formam o histórico tridente ofensivo da equipe carioca.

Comentando sobre o duelo entre Fluminense e Manchester City, mas também no confronto entre Fernando Diniz e Pep Guardiola, Ederson começou a projetar a decisão. O brasileiro acredita em uma luta pela posse de bola e em um jogo equilibrado.

- Assistimos o jogo da semifinal deles e analisamos muitas coisas. São duas equipes que gostam da posse de bola. Deve ser um jogo de paciência, mas esperamos conquistar o título. São duas equipes que mantém a posse de boal de maneira diferentes. Um tem mais rotação da bola, outro tem mais rotação de jogadores. Acho que vai ser um confronto equilibrado.

No jogo mais aguardado de 2023, Fluminense e Manchester City se enfrentam na sexta-feira (22), às 15h (de Brasília), no King Abdullah Sports City.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade