0

Corinthians perde na estreia e terá de buscar virada na Arena

5 fev 2020
23h26
atualizado às 23h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Guaraní voltou a atormentar o Corinthians em uma Copa Libertadores da América. Algoz do Timão nas oitavas de final de 2015, a equipe paraguaia voltou a vencer nesta quarta-feira. No Estádio La Nueva de Olla, que pertence ao Cerro Porteño, os paraguaios saíram de campo com a vitória por 1 a 0.

O reencontro está marcado para quarta-feira que vem, na Arena de Itaquera. O Corinthians terá de vencer por dois gols de diferença para avançar à terceira fase da competição. O gol fora de casa é critério de desempate e apenas no caso do triunfo corintiano por 1 a 0 levará a decisão aos pênaltis.

Jogadores do Guaraní comemoram o gol da vitória.
Jogadores do Guaraní comemoram o gol da vitória.
Foto: Jorge Adorno / Reuters

O outro lado da chave

O sobrevivente deste duelo pegará quem passar de Cerro Largo e Palestino, que também jogaram nesta quarta. No Uruguai, o jogo terminou 1 a 1. A volta acontecerá no Chile.

O jogo

O Corinthians pagou caro por um início de confronto tão desatento. Sidcley, longe do ritmo ideal, sofreu pelo seu lado. Com cinco minutos, o lateral já viu a bola explodir na trave depois de não segurar seu oponente.

Não demorou e o Guaranpi abriu o placar com Morel em lance de que toda a defesa corintiana parou, mas o próprio Sidcley dava condição. A bronca ficou pela falta em Boselli ignorada pelo árbitro venezuelano no início da jogada.

Apesar dos sustos iniciais, o Corinthians terminou a etapa melhor, mais à frente e com mais posse. Boselli e Everaldo desperdiçaram duas chances claras, cara a cara, dentro da área. O argentino carimbou a trave e o ponta acertou o goleiro.

Na etapa final, só deu Timão. O Guaraní se fechou todo e contou com a falta de criatividade da equipe de Tiago Nunes, muito por causa de atuações individuais muito abaixo, como as de Luan, Sidcley, Fagner e Janderson. O treinador apostou em Vital, Piton e Madson. Não adiantou.

O Corinthians pressionou até o fim, mas teve de amargar a derrota logo em sua estreia na Libertadores.

Antes de reencontrar o Guaraní, o alvinegro tem a Inter de Limeira, na Arena, domingo, pelo Campeonato Paulista. A tendência é de um time bastante mexido em função da prioridade do clube.

FICHA TÉCNICA

GUARANÍ-PAR 1 X 0 CORINTHIANS

Data: 5 de fevereiro de 2020, quarta-feira

Local: Estádio La Nueva Olla, em Assunção (Paraguai)

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Alexis Herrera (VEN)

Assistentes: Luis Murillo e Alberto Jose Perez (VEN)

Cartões amarelos: Morel, Guillermo Benítez (GUA); Camacho (COR).

GOL: Morel, aos 7 minutos do 1ºT.

GUARANÍ-PAR: Servio; Ivan, Javier Báez, Romaña e Guillermo Benítez; Redes, Florentín (Barrientos), Morel e Ángel Benítez; Edgar Benítez (Maná) e Fernando Fernandez (Raúl Bobadilla). Técnico: Francisco Burgo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley (Piton); Camacho, Cantillo e Luan; Janderson (Madson), Everaldo (Vital) e Boselli. Técnico: Tiago Nunes

Veja também:

Como o coronavírus afeta as grandes empresas de tecnologia

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade