0

Times ingleses são acusados de cobrarem valores milionários para crianças entrarem em campo com jogadores

11 fev 2020
11h41
atualizado às 11h41
  • separator
  • 0
  • comentários

Paul Ellis/ AFP

Os times do Campeonato Inglês foram acusados pelo jornal britânico Telegraph de cobrarem valores extremamente altos para as crianças entrarem em campo com os jogadores. O assunto vem reverberando na internet e gerando inúmeras críticas.

"Está se tornando um privilégio para os mais favorecidos, algo que vai completamente contra as raízes da classe trabalhadora do jogo", comentou Julian Knight, novo diretor do Comitê Digital, Cultura, Mídia e Esportes da Câmara dos Comuns.

O representante da Associação de Torcedores de Futebol, Malcom Clark, também não deixou o assunto passar em branco e não poupou críticas.

"Muitos clubes doam seus armários para casos de caridade, mas parece um pouco irônico que essa instituição beneficie comunidades deprimidas, precisamente aquelas que ela evita com seus preços altos se tornam um animal de estimação. Os clubes lucram mais de meio milhão de libras por ano com a coleta desses tipos de pagamentos, com algumas equipes cobrando mais para permitir que uma criança acompanhe os jogadores em seu caminho para o campo que quanto custa um bilhete infantil sazonal", comentou.

Confira a situação de alguns dos 20 clubes do Campeonato Inglês:

Aston Villa: 500 libras para partidas de categoria A, com direito a lugar reservado para a fundação.

Bournemouth: 235 libras para partidas da categoria A

Burnely: 350 libras para entrar com o capitão e 250 com o restante dos jogadores. Apenas dois lugares são sorteados.

Leicester: 355 libras e um sorteio

Norwich: 500 libras para entrar com o capitão e 379 para o restante dos jogadores.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade