0

Chelsea leva virada do Sunderland, que escapa da degola

7 mai 2016
13h01
atualizado às 13h51
  • separator
  • comentários

Com aproveitamento perto da casa dos 30%, o Sunderland seguiu sem perder no Inglês e, ainda por cima, deixou a zona de rebaixamento após a 37ª rodada. Neste sábado, a equipe começou atrás do placar, mas superou as dificuldades e buscou a virada diante do Chelsea, levando a melhor por 3 a 2.

Foto: Getty Images

Protagonista de confusão contra o Tottenham, Diego Costa abriu o placar logo aos 15 minutos. O atacante ainda perdeu duas chances claras cara a cara com o goleiro do Sunderland antes de ver Matic subir mais alto, já nos acréscimos, para testar um escanteio em direção ao gol. A cabeçada não deu chances de defesa.

Mesmo levando a vantagem aos vestiários, o Chelsea sucumbiu ao ritmo imposto pelos donos da casa na segunda etapa. Num intervalo de três minutos, o Sunderland empatou e virou o jogo, mantendo-se na frente e suportando a pressão durante a reta final.

Após dois empates seguidos, o Sunderland somou três pontos, alcançou os 35 na competição e deixou a zona de rebaixamento, colocando o Newcastle em seu lugar. Na última rodada, a equipe visitará o Watford podendo depender apenas de si para confirmar a permanência.

Sem maiores aspirações na competição, o Chelsea segue em nono lugar e, na última rodada, trocará faixas com o atual campeão Leicester. Vencedor na última temporada, sob o comando de José Mourinho, o time londrino vai receber o de menor orçamento da elite para fazer as honras.

Foto: Getty Images

O jogo – Estagnado na classificação, o Chelsea cumpre tabela, apenas, nestas rodadas finais da competição. Neste sábado, contra o Sunderland, o time de Londres até abriu o placar e chegou a encaminhar a vitória, mas vacilou e pagou caro.

Aos 14 minutos, Diego Costa – que foi agredido no clássico contra o Tottenham -, mas pôde jogar sem problemas – e nem lesão no olho – anotou o primeiro gol a favor dos visitantes, deixando a situação já crítica do Sunderland ainda mais complicada.

Tendo vencido apenas oito jogos em 36 disputados, o Sunderland não se inibiu e, ainda na primeira etapa, igualou o placar. Aos 41 minutos, o turco Khazri deixou tudo igual. Mas quando pensaram que iriam ao intervalo em igualdade, Matic recolocou os Blues na frente.

A motivação para os da casa, no entanto, era maior após grande parte do tempo atrás do placar. Aos 22, Borini aproveitou contragolpe e, dentro da área, apenas teve o trabalho de completar para o gol. O empate deixou os ânimos ainda mais exaltados. Três minutos depis, a explosão.

O gol de Jerman Defoe, um dos mais experientes do elenco, fez o Stadium of Light vibrar em uníssono. Pela primeira vez a frente do placar, o Sunderland conseguiria escapar da degola em caso de resultado positivo, e foi por isso que lutou e jogou durante toda a etapa final.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade