0

Após insultos, atacante do Irã anuncia aposentadoria da seleção

30 jun 2018
09h52
atualizado às 09h52
  • separator
  • 0
  • comentários

Um dos destaques do time do Irã, o atacante Sardar Azmoun viveu momentos de altos e baixos nesta Copa do Mundo. Após ter participado do lance que originou o pênalti contra Portugal e quase ter levado seu país para uma classificação histórica para as oitavas de final, o atleta de apenas 23 anos anunciou que se aposentou da seleção nacional devido aos insultos que recebeu após a eliminação no Mundial da Rússia.

"Minha mãe havia superado uma doença grave, e eu estava feliz com isso. Infelizmente, por causa da falta de gentileza de algumas pessoas e dos insultos a minha pessoa e aos meus companheiros, de uma maneira como não merecíamos, a doença dela se intensificou. Isso me deixou em uma posição extremamente difícil, em que preciso escolher uma coisa ou outra. Eu escolho a minha mãe", afirmou o jogador em uma postagem na sua conta oficial do Instagram.

As críticas e insultos aconteceram muito pela expectativa que os torcedores iranianos tiveram no jogador, que não marcou nenhum gol nesta Copa do Mundo. Na sua curta carreira, Azmoun tem passagem mais significante em equipes do futebol russo,como o Rostov (2015 e 2016) e o Rubin Kazan (2013 a 2015 e de 2017 até os dias atuais)

A insatisfação do atleta ganha ainda mais força se levar em conta que, mesmo com a eliminação na primeira fase, essa foi a melhor campanha da história do Irã em Copas do Mundo.A equipe terminou o grupo B em terceiro lugar no atrás de Espanha e Portugal, ficando apenas a um gol de eliminar os atuais campeões da Eurocopa. Além disso, para muitos torcedores e veículos esportivos, o time asiático e o Marrocos mal conseguiriam pontuar em uma das chaves mais fortes do Mundial.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade