PUBLICIDADE

Delegado defende torcida única após confusão entre torcidas no Athletiba

17 fev 2022 13h31
ver comentários
Publicidade

Na quarta-feira, a repercussão do empate por 0 a 0 entre Athletico-PR e Coritiba, pelo Campeonato Paranaense, não ficou apenas no que aconteceu dentro das quatro linhas. Isso porque as torcidas de ambos os time protagonizaram uma confusão nas arquibancadas.

Após o ocorrido, o delegado Luiz Carlos Oliveira, responsável pela Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos (Demafe) do Paraná, defendeu a aplicação de torcida única em clássicos no estado em entrevistas coletiva.

"Foi lamentável. Estivemos presentes e vimos uma barbárie depois de dois anos sem torcedores em clássicos. As pessoas se encontraram no estádio como se fosse um campo de batalha, fazendo ali inúmeras barbaridades, jogando bombas, quebrando o estádio. Em virtude disso, vamos solicitar que jogos dessa magnitude tenha uma torcida única", disse o delegado.

Luiz Carlos Oliveira ainda revelou que o Coritiba formalizou um boletim do ocorrência. Uma investigação será feitas para identificar pessoas envolvidas na confusão no Couto Pereira.

O delegado também mostrou preocupação com o clássico entre Paraná Cube e Coritiba, que será realizado no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), na Vila Capanema.

"A nossa preocupação nesse jogo do fim de semana é que o Paraná está em uma situação delicada, o jogo é na Vila Capanema e a torcida está insatisfeita. Temos que tomar providências, é preciso conscientizar as pessoas que irão ao campo de futebol de que vamos atuar e vamos prender quem tiver uma conduta diferente do que deve ser", afirmou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade