0

Dirigente do Grêmio descarta interesse no atacante Marinho

20 jun 2018
17h45
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, que esteve no evento nesta quarta-feira "Tá na Mesa", da Federasul, afirmou que o clube só buscará contratações caso haja saída de atletas do grupo principal. Em relação a sondagens o dirigente evitou de falar a única exceção aberta foi referente a saída do volante Jaílson.

"O Grêmio acha suficiente o plantel, mas se algum jogador sair, vamos tentar repor. Poderá ser da base ou de fora. As duas situações são avaliadas. O conceito é: se sair alguém, precisamos ficar competitivos. Se para ficar competitivo significa trazer (reforços), faremos isso", disse o mandatário gremista.

Quanto a um possível interesse do Grêmio pelo atacante Marinho que passou pelo Internacional, Caxias, Paraná, Cruzeiro, Goiás, Náutico, Ceará, Cruzeiro e Vitória que joga atualmente no Changchun Yatai, da China.

Romildo foi taxativo. "Não tem nenhuma avaliação sobre isso. Não tem nenhuma situação negocial. Não tem absolutamente nada", negou Bolzan.

Por último, Romildo comentou sobre a possibilidade de Jaílson permanecer no clube porque o Santos estaria propenso a desistir do negócio por não ter chegado a um acordo com o atleta. Além disso entre os dirigentes santistas existe um consenso ser alto o valor de R$ 13 milhões pelo meio-campista.

"A situação entre os clubes está pronta. O que tem ali é uma situação entre o Jaílson e o Santos. Não sei exatamente como está a situação entre eles. O negócio tem que ser bom para o Grêmio e para o jogador. Que fique muito claro que essa situação será concluída se efetivamente ocorrer o acerto entre o jogador e o Santos. Se ficar, ele permanece e ficaremos muito felizes", finalizou o dirigente.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade