PUBLICIDADE

Diretor do São Paulo é flagrado xingando Abel Ferreira após clássico no MorumBis

Depois do apito final, uma confusão se iniciou no corredor que dá acesso ao vestiário da arbitragem. Jogadores e dirigentes do São Paulo ficaram revoltados com a arbitragem

4 mar 2024 - 16h01
(atualizado às 16h31)
Compartilhar
Exibir comentários
Diretor do São Paulo xinga Abel Ferreira após clássico.
Diretor do São Paulo xinga Abel Ferreira após clássico.
Foto: Reprodução/GE / Esporte News Mundo

São Paulo e Palmeiras ficaram no empate por 1 a 1 neste domingo (03), no Morumbis, em partida que ficou marcada por dois lances e falas polêmicos.O primeiro deles, uma falta cometida por Richard Ríos em Pablo Maia, os jogadores do Tricolor queriam a expulsão do jogador. O outro lance, foi um possível pênalti para o time da casa, na jogada, Luciano foi derrubado por Piquerez dentro da área. O árbitro Matheus Delgado, foi ao monitor do VAR e mesmo depois da revisão, não marcou a penalidade. 

Depois do apito final, uma confusão se iniciou no corredor que dá acesso ao vestiário da arbitragem. Jogadores e dirigentes do São Paulo, indignados com as faltas não marcadas, xingaram o árbitro. As imagens mostram que, o diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, chamou o técnico do Palmeiras, Abel Ferreira de "português de m*".

Além de Belmonte, os jogadores Wellington Rato, Calleri e Rafinha também aparecem nas imagens xingando o árbitro, de acordo com a súmula do jogo, as seguintes palavras foram proferidas: 

"Vai tomar no c*, como dá um pênalti desse, safado, você nunca mais vai apitar aqui" (…) você não vai ficar em paz, desgraçados, o Abel apitou o jogo hoje".

Após a confusão, o presidente do São Paulo, Julio Casares, deu uma declaração onde deixa clara a insatisfação do São Paulo com a arbitragem. 

+ Para saber tudo sobre o São Paulo, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

- A Federação Paulista não pode atuar dessa forma (…) chega do Abel apitar jogo no Paulistão. Ou a federação tem força e autonomia ou nós vamos repudiar em todas as instâncias. Hoje foi uma vergonha o que nós vimos no Morumbis. Um pênalti absurdo e um lance que era para cartão vermelho direto. Nós lamentamos profundamente, a omissão do VAR e a incompetência do árbitro - disse.

Após a confusão, o Palmeiras soltou uma nota oficial, dizendo que a instituição tomará as medidas cabíveis mediante falas xenofóbicas, por parte de dirigentes do São Paulo. 

A Sociedade Esportiva Palmeiras estuda as medidas legais cabíveis contra o diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, flagrado xingando de forma xenófoba o técnico Abel Ferreira após o jogo de ontem, no Morumbis. Não há justificativa para as palavras baixas e preconceituosas escolhidas pelo dirigente são-paulino com o intuito de depreciar um profissional íntegro e vitorioso, que vive no Brasil há mais de três anos.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade