PUBLICIDADE

Dia da Consciência Negra: veja atletas que lutam contra o racismo

Vários atletas são vozes importantes para a causa antirracista no mundo

20 nov 2023 - 15h43
Compartilhar
Exibir comentários
Vinícius Júnior com a camisa do Real Madrid (Photo by PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP via Getty Images)
Vinícius Júnior com a camisa do Real Madrid (Photo by PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP via Getty Images)
Foto: PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP via Getty Images / Getty Images

Nesta segunda-feira (20), é comemorado no Brasil o Dia da Consciência Negra, sendo até feriado em muitas partes do país. Pensando nisso, o Esporte News Mundo preparou uma lista com três atletas de três modalidades diferentes que lutam, atualmente, contra o crime de racismo.

Vinícius Junior

Para os brasileiros, é o mais emblemático e engajado na luta nos últimos tempos. O atacante do Real Madrid (ESP) já sofreu mais de uma dezena de xingamentos racistas atuando no futebol europeu, sobretudo na Espanha, e acabou virando um símbolo da luta antirracista não só no Brasil, mas no mundo.

O episódio mais emblemático foi em maio deste ano, durante uma vitória do Valencia sobre o Real Madrid, quando vários torcedores do Valencia, situados atrás do gol onde atacava o Real, chamaram o jogador repetidas vezes de "macaco". isto aconteceu em vários momentos do jogo, mas, aos 24 minutos do segundo tempo, Vini foi falar com o árbitro do jogo, e a partida foi paralisada. Vários jogadores madrilenõs ficaram revoltados com a situação.

Após cerca de oito minutos, o jogo retornou, e Vini ainda acabou expulso depois de uma confusão envolvendo os dois times - o que gerou ainda mais revolta. Em um empurra-empurra entre jogadores, Hugo Duro segurou Vini pelo pescoço, e o atacante brasileiro acabou acertando o adversário, na sequência - o jogador do Valencia não recebeu cartão vermelho. Hoje, diariamente, Vinicius se tornou uma das principais vozes antirracistas no meio esportivo.

Lebron James

O ala dos Los Angeles Lakers é um dos maiores nomes da história da maior liga de basquete do mundo, a NBA. Na última temporada, tornou-se, inclusive, o atleta maior pontuador de todos os tempos da liga, superando a lenda Kareen Abdul Jabar.

Em 2020, durante os protestos pela morte de George Floyd, homem negro assassinado por estrangulamento pelo policial Derek Chauvin, Lebron foi um dos maiores vozes da onda de protestos que tomou conta dos Estados Unidos.

Ele começou a utilizar, junto de vários outros atletas, camisas do movimento Black Lives Matter (Vidas negras importam, na tradução do inglês). Ele chegou a publicar nas redes sociais uma foto sua com uma camisa, com os dizeres não consigo respirar", em referência a morte brutal que Floyd sofreu.

Lewis Hamilton

O piloto heptacampeão mundial da Fórmula 1, desde criança, sofreu com racismo no automobilismo. Depois, além de se tornar um dos maiores nomes da história do esporte, passou a ser voz ativa contra o racismo, demonstrando suas opiniões através de seus capacetes e macacões, além das falas, claro.

Para saber tudo sobre o mundo esportivo, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram.

Em 2020, fez a sua equipe, Mercedes, mudar a pintura do carro em referência ao já citado Black Lives Matter. Hamilton é dono de um projeto para a formação de profissionais negros no mercado de trabalho, o "Mission 44".

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade