PUBLICIDADE

Copa Feminina

Brasil envia proposta para sediar Copa do Mundo Feminina de 2027

Representantes vão à Fifa no próximo dia 7 e apresentarão documento oficial. Decisão será anunciada em maio de 2024

5 dez 2023 - 10h11
(atualizado às 10h32)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Thais Magalhães/CBF / Jogada10

O Brasil dá mais um passo para incentivar o futebol feminino e vai oficializar a candidatura para sediar a Copa do Mundo da categoria, em 2027. Nesta quinta-feira entregou à Fifa a sua proposta. A decisão do país que receberá o torneio sairá no dia 8 de maio de 2024, em congresso da entidade, na Tailândia.

Caso leve a melhor e vencer a disputa em ter o Mundial, será a primeira vez que a América do Sul organizará a competição. O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, comentou sobre a importância dessa iniciativa ao esporte das mulheres. Ele também citou o cuidado em contribuir também na vida das jovens meninas das categorias de base dos clubes.

"Levamos à Fifa uma proposta que reflete a vontade de estabelecer a Copa do Mundo Feminina como plataforma de desenvolvimento do futebol feminino em todas as suas camadas. Desde a formação de jovens atletas e gestoras até a materialização de políticas de proteção dos direitos da mulher. Dentro e fora do campo", disse o mandatário, complementando em seguida.

"Temos um país pronto. De 2014 para cá, nossas condições evoluíram ainda mais, com melhorias e mais estrutura nos estádios. A paixão do futebol só aumenta no Brasil e vivemos um momento importante, em que as relações com o mundo do futebol se reestabeleceram, após anos de interrupção. O Brasil reconquistou a confiança da Fifa, da Conmebol, da Uefa, de todas as grandes entidades. Isso nos estimula a pleitear esse evento", concluiu.

Concorrência ao Brasil

Mas a disputa para sediar a Copa do Mundo Feminina não promete ser fácil. Afinal, existem outros candidatos no páreo. São os casos de México e Estados Unidos (dupla), além de Alemanha, Bélgica e Holanda - recentemente, a África do Sul desistiu da possibilidade de receber o torneio. Assim, cada projeto será avaliado internamente na Fifa e aqueles aprovados entrarão em pauta de votação no congresso da entidade, dia 8 de maio.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade