0
Logo do Copa do Brasil
Foto: terra

Copa do Brasil

Fortaleza e Athletico não tiram o zero no Castelão

16 mai 2019
21h21
atualizado às 21h36
  • separator
  • comentários

Em um jogo com muita transpiração e pouca inspiração, Fortaleza e Athletico Paranaense empataram sem gols no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, na Arena Castelão. O duelo não teve oportunidades reais de gol, mas mostrou muita marcação dos times, que pelo menos mostraram disposição.

As equipes voltam a se encontrar no dia 05 de junho, na Arena da Baixada, em Curitiba. Um novo empape leva a decisão para as penalidades. A vitória simples dá a classificação para qualquer um dos times.

Roger Carvalho (e), do Fortaleza, disputa lance com Marco Ruben, do Athletico Paranaense, em partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil 2019, na Arena Castelão, em Fortaleza, nesta quinta-feira (16).
Roger Carvalho (e), do Fortaleza, disputa lance com Marco Ruben, do Athletico Paranaense, em partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil 2019, na Arena Castelão, em Fortaleza, nesta quinta-feira (16).
Foto: Jarbas Oliveira / Estadão

O jogo - O Tricolor, com muitas mudanças, começou a partida com maior posse de bola, tentando impor seu ritmo, mas o Furacão também apostava no toque de bola para impedir o ímpeto inicial do adversário. Aos sete minutos, Marlon chegou pela direita e tentou duas vezes cruzar. Na segunda, Marcinho não alcançou a bola, perdendo boa chance. Boa jogada de Marcinho, aos 10 minutos, pela esquerda, mas o cruzamento saia fechado demais.

Lance perigoso aos 12 minutos, com Bruno Guimarães encontrando Léo Pereira livre na área pra cabecear. O árbitro, no entanto, marcou o impedimento. Bruno Guimarães também serviu Marco Rúben, aos 18 minutos, e Marcelo Boeck deixou a meta para interceptar. A disputa era equilibrada, mas sem grandes emoções. Até que, aos 28 minutos, Marco Rúben acertou um belo voleio e parou em defesa salvadora de Marcelo Boeck.

O Fortaleza respondeu, aos 30 minutos, com Romarinho partindo em velocidade e Wellington se recuperando para tocar para trás e quase mandar contra seu próprio patrimônio. Aos 37 minutos, Rony avançou com a bola sem marcação e arriscou o chute, por cima da meta, com algum perigo. Já nos acréscimos, cobrança de falta para o Rubro-Negro na lateral da área, Nikão levantou e a defesa conseguiu afastar.

Para a etapa final, o Tricolor voltou com Edinho no lugar do estreante Andre Luís. O time da casa retornou mais fechado, enquanto o Athletico tocava bola, esperando por um espaço para penetrar. Aos oito minutos, Bruno Guimarães cobrou falta direto para o gol e isolou a bola. Na resposta, Marlon chegou ao fundo, bateu cruzado e ninguém conseguiu completar o meio da área.

O jogo seguia bastante disputado, mas feio de assistir, sem oportunidades reais ou lances de maior perigo. Aos 15 minutos, Bruno Melo cruzou e Marlon, na frente do gol, tocou pela linha de fundo. Marlon ganhou de Nikão, aos 18 minutos, partiu em velocidade, mas errou no último passe. Marco Ruben dividiu com a defesa, aos 25 minutos, e o chute acabou nas mãos de Boeck.

Rogério Ceni mexeu todos seus atacantes, buscando outra movimentação, mas o panorama seguia o mesmo. Aos 36 minutos, Júnior Santos arriscou cobrança de falta ensaiada, mas a bola foi pela linha de fundo. Bruno Guimarães serviu Léo Periera mais uma vez, oss 42 minutos, e o zagueiro furou na cara do gol.

FORTALEZA 0 X 0 ATHLETICO

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Data: 16 de Maio de 2019,quinta-feira

Horário: 19h15 (de Brasília)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (Fifa-SC)

Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA)

Árbitro de Vídeo: Rafael Traci (SC)

Assistentes de Árbitro de Vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ) e Helton Nunes (SC)

Cartões amarelos: Bruno Melo, Marcinho (Fortaleza); Lucho, Léo Cittadini (Atheltico)

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Tinga, Roger Carvalho, Juan Quintero, Bruno Melo; Paulo Roberto, Araruna e Marlon; Romarinho (Matheus Alessandro), André Luís (Edinho) e Marcinho (Júnior Santos).

Técnico: Rogério Ceni

ATHLETICO: Santos; Erick, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Bruno Guimarães e Lucho (Leo Cittadini); Nikão (Braian Romero), Rony e Marco Ruben (Thonny Anderson).

Técnico: Tiago Nunes

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade