PUBLICIDADE

Nike lança a Air Zoom Mercurial, nova chuteira que será usada na Copa do Mundo do Catar

'Ela é mais leve. Encaixa bem nos pés e dá maior estabilidade. Tiramos o excesso e demos ao atleta o que ele quer', explica um dos seus criadores

24 jun 2022 - 10h10
(atualizado às 10h10)
Ver comentários
Publicidade

A Nike lançou a Air Zoom Mercurial, sua nova chuteira para as principais competições de futebol da temporada, como a Eurocopa feminina e a Copa do Mundo masculina, com detalhes sobre a inovação tecnológica do calçado, que deverá ser usado por vários de seus atletas patrocinados, como Kylian Mbappé e Cristiano Ronaldo, no masculino, e Sam Kerr e Ada Hegerberg, entre as mulheres. O objetivo, claro, é fazer os atletas ainda mais rápidos. As concorrentes ainda não lançaram seus modelos.

Em uma transmissão mundial, o encontro com Collin Eder e Ben Stewart, diretores globais de calçados esportivos da empresa americana, iniciou a apresentação abordando a evolução das chuteiras importantes da marca ao longo dos anos, caminhando ao lado da transformação do futebol e da necessidade dos jogadores dentro de campo em épocas diferentes.

"Ela é mais leve. Encaixa bem nos pés dos atletas e dá maior estabilidade. Não queríamos algo muito rígido. Tiramos o excesso e demos ao atleta o que ele quer. Ela dá uma sensação de pés descalços para eles", explicou Stewart. A Air Zoom Mercurial também estreia outro novo recurso da Nike: um padrão de pinos Tri-Star, que ajudará os jogadores a se moverem lateralmente para um jogo mais rápido em todas as direções.

Para desenvolver o modelo, os profissionais envolvidos assistiram a milhares de vídeos de jogadores em ação para identificar os detalhes que fazem a diferença. Com os esportes cada vez mais em evolução física, vantagens mínimas no tempo e espaço podem fazer a diferença na hora de definir o vencedor. O fato de dar a sensação de se estar descalço dá mais liberdade em campo.

O craque francês Kylian Mbappé gravou um vídeo para a apresentação contando sobre a importância de ter a chuteira. "Eu quero ser mais rápido que meus adversários. O que mais me empolgou é que essa tecnologia é revolucionária". Já a norueguesa Ada Hegerberg também apareceu em um vídeo mais descontraído destacando as qualidades do material. "Bem brilhante e bem leve". Ambos são atletas patropcinados pela empresa e já possuem qualidades de sobra com a bola nos pés.

Estadão
Publicidade
Publicidade