PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Copa do Catar

Marrocos troca o goleiro entre o hino e o início do jogo contra a Bélgica e intriga a internet

Yassine Bounou, titular na primeira partida contra a Croácia, foi substituído de última hora antes do início do jogo

27 nov 2022 - 10h54
(atualizado às 13h24)
Compartilhar
Exibir comentários
O marroquino Yassine Bounou é tirado do time titular antes da partida
O marroquino Yassine Bounou é tirado do time titular antes da partida
Foto: Reuters/Matthew Childs

Um caso curioso marcou o início do duelo entre Marrocos e Bélgica, pela segunda rodada do Grupo F da Copa do Mundo. Yassine Bounou, goleiro titular da seleção africana, foi divulgado como titular pela transmissão oficial, alinhou junto a seus companheiros para a execução do hino nacional, mas foi “substituído” de última hora por Munir Mohamedi para a partida.

No futebol, goleiros raramente são substituídos, a não ser em casos extremos de lesão. Após a execução dos hinos oficiais de Marrocos e Bélgica, Bounou, goleiro do Sevilla, foi visto com as mãos no joelho, agachado. Ele constava na escalação inicial para a partida, mas Munir Mohamedi, do Hatayspor, começou o jogo.

O fato intrigou torcedores nas redes sociais e no estádio. Em breve mensagem, a Federação Marroquina informou, por meio de seu Twitter oficial, a substituição. “Munir substituirá Bono para o jogo contra a Bélgica”, declarou. Como a partida ainda não havia iniciado, a alteração não conta entre as cinco permitidas durante o jogo, apesar de ter sido anunciado como titular.

Na foto oficial da escalação marroquina, com os 11 iniciais, Munir já aparece entre os titulares. Durante a transmissão da partida, foi informado que Bounou teve um desconforto muscular durante o aquecimento. A Federação Marroquina ainda não se pronunciou sobre o real problema que tirou o goleiro da partida.

Munir entrou na partida sem aquecer. Walid Regragui, técnico de Marrocos, foi incentivar o goleiro reserva em meio ao imprevisto com o Bounou. Na primeira etapa, Munir segurou o empate em 0 a 0 com a Bélgica, com importantes intervenções nas jogadas áreas.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade