PUBLICIDADE

Terra na Copa

Técnico de Gana vê derrota para EUA como desastre e azar

16 jun 2014 - 22h18
(atualizado às 23h30)
Compartilhar
Exibir comentários
<p>Ganeses desperdi&ccedil;aram muitas chances do gol durante estreia</p>
Ganeses desperdiçaram muitas chances do gol durante estreia
Foto: Reuters

James Appiah deixou o gramado da Arena das Dunas procurando palavras para definir a frustração que sentia. O técnico de Gana sabia que o jogo desta segunda-feira era fundamental na briga para continuar na Copa do Mundo e viu seu time pressionar os EUA até empatar aos 37min do segundo tempo, mas o rival definiu o placar marcando quatro minutos depois.

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

"Foi um desastre. É uma pena termos sofrido um gol logo no começo e essa derrota. Os jogadores se esforçaram muito, principalmente no segundo tempo. Foi falta de sorte também, não merecíamos ter sofrido aquele primeiro gol", indicou o treinador, lembrando do gol de Dempsey, o mais rápido deste Mundial, aos 28s do primeiro tempo.

Depois de assimilar a rápida abertura do placar, os africanos foram à frente. "Perdemos algumas chances e tenho certeza de que poderíamos ter feito algumas coisas de melhor forma. Precisávamos de mais concentração. Sem concentração, você se prejudica. Precisaremos melhorar isso para os próximos jogos", pediu Appiah.

O prejuízo, contudo, é grande. Gana contava com os três pontos nesta noite para poder definir sua classificação na última rodada do Grupo G, diante de Portugal. Agora, os africanos precisarão somar pontos diante da Alemanha, principal favorita da chave, para ter reais chances de ir às oitavas de final.

"Não vai ser fácil, mas queremos fazer um bom jogo", comentou James Appiah, pensando no confronto diante dos germânicos no sábado, no Ceará. A força alemã ficou ainda mais clara com a vitória por 4 a 0 sobre Portugal na noite desta segunda-feira, em Salvador.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Publicidade