1 evento ao vivo
Logo do Brasileiro Série B
Foto: terra

Brasileiro Série B

Em dia de festa, líder Fortaleza vence o Paysandu nos acréscimos

20 out 2018
21h04
atualizado às 21h04
  • separator
  • comentários

Em dia de grande festa na Arena Castelão, o líder Fortaleza venceu o Paysandu por 1 a 0 na noite deste sábado, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol foi marcado pelo artilheiro Gustavo, aos 48 minutos do segundo tempo.

O Tricolor completou 100 anos na última quarta-feira e viu seu estádio lotado, com mais de 57 mil pessoas, maior público da competição. Em noite ruim, porém, os donos da casa penaram para encontrar o gol da vitória. A liderança foi mantida, agora com 60 pontos, sete a mais que o Goiás, o segundo, e nove à frente do CSA, primeiro fora da zona do acesso à Série A. O Papão segue no Z-4 e na 18ª colocação, com 32 pontos.

Na próxima rodada, o Fortaleza, cada vez mais perto da primeira divisão, receberá a Ponte Preta, sexta-feira, às 20h30. O Paysandu, em busca da permanência na Série B, atuará contra o Coritiba, sábado, às 18h30, na Curuzu.

O JOGO

O Fortaleza começou o jogo pressionando o Paysandu, mas foram os visitantes os donos da primeira chance. Thomaz se aproveitou de escorregão de Tinga e, aos 7 minutos, finalizou com perigo. Aos 10, Guilherme Santos encontrou Hugo Almeida sozinho na área. O atacante driblou o goleiro Boeck, mas ficou sem ângulo e estragou a jogada.

A partida ficou marcada por muita entrega e poucas oportunidades criadas. O Tricolor com a bola, enquanto o Papão se defendia à procura do contra-ataque. A emoção só voltou à tona aos 34, quando Marlon ganhou da marcação e encontrou Marcinho. O rápido atacante chegou atrasado e não aproveitou o passe.

E no último minuto, o Fortaleza teve a melhor chance da primeira etapa. Dodô cobrou escanteio fechado e o artilheiro Gustavo, na segunda trave, acertou o travessão.

VITÓRIA NA MARRA

O Paysandu voltou melhor para os 45 minutos finais e teve duas chances na sequência. Na primeira, com segundos de bola rolando, Willyam chutou cruzado e Boeck se esticou para defender na pequena área. Aos 2, Ligger se enrolou com a marcação, Hugo aproveitou o rebote e chutou para boa defesa do goleiro tricolor.

Em noite de pouca inspiração, o Fortaleza só empolgou a torcida aos 21 minutos, quando Gustavo tabelou com Dodô e a bola sobrou para Romarinho chutar forte, por cima do gol. Na sequência, Gustavo tentou duas, mas a bola bateu em Diego Ivo e depois o goleiro Renan defendeu.

O técnico Rogério Ceni foi para o tudo ou nada e tirou o zagueiro Jussani para colocar o atacante Wilson. E quando o placar marcava 38 jogados, a partida foi paralisada por cerca de cinco minutos. Romarinho passou mal, ficou sem ar após pancada no rosto e a ambulância precisou entrar em campo para atendimento ao atacante. Ele deixou o gramado consciente.

Nos minutos finais, quando já parecia sem força, o Fortaleza marcou. Aos 48, Wilson, escolhido por Ceni, foi à linha de fundo e cruzou para Gustagol cabecear firme, para o chão, e fazer a Arena Castelão explodir na comemoração do centenário.

E aos 52 minutos do segundo tempo, os tricolores respiraram fundo duas vezes. Claudinho se antecipou em cruzamento na pequena área, mas não pegou em cheio e chutou para fora. Depois, Hugo Almeida chutou bem de fora da área para Boeck espalmar. Fim de jogo: dia de festa, teste cardíaco e três pontos.

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 1 x 0 PAYSANDU

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Data: 20 de outubro de 2018, sábado

Horário: 19h (Brasília)

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)

Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Eder Alexandre (SC)

Público e renda: 57.223/R$ 1.292.382,00

Cartões amarelos: FORTALEZA: Marlon e Romarinho. PAYSANDU: Diego Ivo e Fernando Timbó.

GOL

Fortaleza: Gustavo, aos 48 minutos do 2T.

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Tinga, Ligger, Diego Jussani (Wilson) e Bruno Melo; Nenê Bonilha, Felipe e Dodô; Marlon (Romarinho) (Leonan), Marcinho e Gustavo Henrique

Técnico: Rogério Ceni

PAYSANDU: Renan Rocha; Maicon Silva, Diego Ivo, Fernando Timbó e Guilherme Santos; Renato Augusto, Willyam (Marcos Júnior), Felipe Guedes (Matheus Silva) e Thomaz; Mike (Claudinho) e Hugo Almeida.

Técnico: João Brigatti

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade