0

Novamente com gol no fim, Vasco supera Boavista

4 mar 2018
22h00
atualizado às 22h06
  • separator
  • comentários

Em partida emocionante, disputada na noite deste domingo no estádio Kléber Andrade, em Cariacica, o Vasco derrotou o Boavista por 4 a 3 em jogo repleto de alternativas, com sucessivas viradas, e que só foi decidido com um gol no final.

A exemplo do que aconteceu diante do Macaé, o time de São Januário ficou atrás do marcador durante a maior parte do tempo e conseguiu a vitória nos acréscimos. O triunfo fez o Vasco chegar aos seis pontos ganhos e assumir a liderança do Grupo B com seis pontos ganhos. O Boavista também segue com seis pontos, mas caiu para a terceira colocação do Grupo C da Taça Rio. Os gols do Vasco foram marcados por Yago Pikachu, Thiago Galhardo, Wagner e Erazo, enquanto Júlio César, em falha incrível de Martín Silva, Elivelton e Lucas anotaram para a equipe de Bacaxá.

O resultado premiou a determinação do Vasco que esteve atrás do marcador por duas vezes, mas nunca desanimou e soube buscar o resultado positivo no final da partida. O Boavista mostrou uma equipe organizada, mas que não soube resistir à pressão do adversário nos minutos finais. Na próxima rodada, o Vasco vai enfrentar o Fluminense, no Nilton Santos. Já o Boavista vai encarar o Flamengo, no Raulino de Oliveira.

O JOGO

Como era de se esperar, o Vasco saiu para o ataque desde os primeiros minutos, enquanto o Boavista mostrava cautela com muitos jogadores ocupando o meio campo. Aos seis minutos, o time de São Januário criou o primeiro momento de perigo, quando Wagner tentou lançar para Paulinho na área e a zaga desviou para escanteio. Na cobrança, Erazo cabeceou, mas a bola saiu.

A pressão cruz-maltina prosseguiu e aos 11 minutos Pikachu bateu falta, Paulão subiu mais do que a zaga e cabeceou para boa defesa de Rafael. Três minutos depois, foi a vez de Andrés Rios bater forte e levar muito perigo para o gol do Boavista.

Durante o tempo técnico, Zé Ricardo pediu mais atenção na troca de passes e pediu para o time sair mais rápido da defesa para o ataque. Aos 25 minutos, depois de boa jogada de Yago Pikachu, a bola ficou com Desábato que arriscou o chute e mandou longe do gol defendido por Rafael.

Aos 28 minutos, o Vasco marcou o primeiro gol. Pikachu foi lançado por Paulinho na área, o zagueiro Gustavo e o goleiro Rafael falharam de forma grotesca e a bola ficou limpa para Pikachu só empurrar para as redes. Três minutos depois, o Boavista empatou. Júlio César bateu falta nas mãos de Martín Silva que se atrapalhou com a bola que acabou passando entre as suas pernas.

Depois do gol, a torcida do Vasco gritou o nome do goleiro uruguaio e Martín Silva salvou o Vasco aos 38 minutos, ao defender um chute à queima-roupa de Tartá, na pequena área, após cruzamento de Cláudio Maradona. Nos minutos finais do primeiro tempo, o Vasco criou duas chances, com chutes de Andrés Rios e Wagner, mas foi o Boavista que desempatou nos acréscimos. Júlio César bateu falta, do lado direito, e o zagueiro Elivelton subiu mais do que a zaga do Vasco para cabecear sem chances para Martín Silva.

O Vasco voltou sem mudanças para o segundo tempo, mas com uma proposta mais ofensiva. Aos quatro minutos, Pikachu lançou para a entrada de Andrés Rios, mas Rafael foi mais esperto e ficou com a bola. Aos dez minutos, o técnico Zé Ricardo decidiu colocar os atacantes Rildo e Riascos nos lugares do volante Wellington e do atacante Paulinho.

Aos 14 minutos, o Boavista ameaçou outra vez. Júlio César cruzou e Paulão assustou Martín Silva ao cabecear para fora. Na cobrança do escanteio, Erazo "raspou" na bola e impediu a cabeçada de Leandrão que estava livre. A resposta do Vasco veio em cabeçada de Riascos que passou perto da trave direita. Depois do tempo técnico, o Vasco aumentou a pressão com a entrada de Thiago Galhardo na vaga do apagado Evander. O time de São Januário insistia

nas jogadas aéreas, mas seus atacantes não conseguiam concluir com eficiência.

Aos 30 minutos, o Vasco empatou. Rildo fez ótima jogada pela esquerda e cruzou. A bola tocou no travessão e sobrou para Thiago Galhardo que dominou e bateu para deixar tudo igual. Logo depois, Galhardo bateu rasteiro e Rafael fez grande defesa, espalmando para escanteio.

O Boavista não se abalou e marcou o terceiro gol aos 33 minutos em chute rasteiro de Lucas no canto direito, após intervenção equivocada de Erazo. O Vasco empatou aos 37 minutos. Após levantamento na área, a zaga cortou errado e a bola sobrou para Wagner que, inteiramente livre, chutou forte para empatar novamente a partida.

O Vasco desempatou aos 46 minutos. Após cobrança de falta, Riascos cabeceou na trave. No rebote, Riascos devolveu para a pequena área e Erazo se atirou de cabeça para colocar a bola nas redes pela quarta vez, definindo o resultado da partida.

FICHA TÉCNICA

VASCO 4 X 3 BOAVISTA

Local: Estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES)

Data: 4 de março de 2018 (Domingo)

Horário: 19h30(de Brasília)

Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)

Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Thiago Gomes Magalhães (RJ)

Cartão Amarelo: Evander, Thiago (Vasco); Vitor Faísca, Júlio César, Leandrão (Boavista)

Gols:

VASCO: Yago Pikachu, aos 28 minutos do primeiro tempo; Thiago Galhardo aos 30 minutos, Wagner aos 37 minutos e Erazo aos 46 minutos do segundo tempo

BOAVISTA: Júlio César, aos 31 minutos e Elivelton aos 46 minutos do primeiro tempo; Lucas aos 33 minutos do segundo tempo

VASCO: Martín Silva, Yago Pikachu, Erazo, Paulão e Henrique; Desábato, Wellington(Rildo), Wágner, Evander(Thiago Galhardo) e Paulinho(Riascos); Andrés Rios

Técnico: Zé Ricardo

BOAVISTA: Rafael, Thiaguinho, Gustavo, Elivelton e Júlio César; Vitor Faísca(Renan Donizete), Willian Maranhão, Marquinho, Tartá(Thiago Silva) e Cláudio Maradona(Lucas); Leandrão

Técnico: Eduardo Àllax

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade