PUBLICIDADE

CBF remarca jogos adiados de Flamengo e Atlético-MG

Time carioca em três duelos a serem disputados e dirigentes reclamaram

17 set 2021 11h03
ver comentários
Publicidade

O Campeonato Brasileiro já teve o início de seu segundo turno no último final de semana, mas vários jogos do primeiro ainda não foram realizados por conta de adiamentos provocados por convocações de jogadores às seleções nacionais. O mais afetado por isso foi o Flamengo, que tem três duelos a serem disputados.

O Atlético-MG, de Hulk, vai ter jogos remarcados pela CBF (Foto: Pedro Souza / Atlético)
O Atlético-MG, de Hulk, vai ter jogos remarcados pela CBF (Foto: Pedro Souza / Atlético)
Foto: LANCE!

A Diretoria de Competições da CBF definiu, na noite de quinta-feira, a remarcação de três partidas que estavam com data indefinida no Brasileirão, sendo que dois deles são do Flamengo. O duelo entre Athletico-PR e Flamengo, em Curitiba, pela quarta rodada, e dois jogos da 19.ª rodada (Flamengo x Atlético Goianiense, no Rio de Janeiro, e Atlético-MG x Grêmio, em Belo Horizonte) foram marcados para o início do mês de novembro.

O Flamengo promete ir à CBF contra as novas datas dos jogos do Brasileirão. Segundo o novo cronograma, o time rubro-negro terá quatro jogos em um intervalo de oito dias entre 31 de outubro e 7 de novembro. Vice-presidente Jurídico do clube, Rodrigo Dunshee de Abranches confirmou em sua conta no Twitter que tentará a revisão da nova tabela e alegou que "não há permissão judicial" para que isso aconteça.

"Não é permitido jogar em menos de 66 horas entre a hora do último jogo e o começo do próximo. Não há permissão judicial para isso e se trata de uma condição de trabalho sub-humana, expondo os atletas a riscos acima do razoável. Quatro jogos em 8 dias é inviável", escreveu Dunshee. "Há uma sentença judicial que homologou um acordo e que proíbe intervalo menor que 66 horas. Houve um caso de força maior em 2020 e um jogo com 48 horas, mas em 2021 não teve paralisação dos campeonatos por pandemia, mas pela Copa América. Vamos pedir a CBF que corrija isso".

No entanto, a situação se agrava com um recorte ainda maior - a partir de 20 de outubro. Sendo assim, o Flamengo vai entrar em campo sete vezes em 18 dias, sendo dois jogos de mata-mata pela Copa do Brasil e partidas decisivas pelo Brasileirão.

Além das várias partidas em sequência, o Flamengo precisará lidar com mais um problema: a convocação de jogadores para as Datas Fifa. Na última rodada tripla das Eliminatórias, a CBF desmarcou os jogos de times que tiveram atletas chamados por seus países. No entanto, com a aproximação do fim da temporada, o calendário se afunila e as possibilidades de novas remarcações ficam escassas.

 

Estadão
Publicidade
Publicidade