1 evento ao vivo

Brasil de Pelotas vence Paysandu na estreia do técnico Clemer

22 jul 2017
21h00
atualizado às 21h00
  • separator
  • comentários

Jogando em casa, o Brasil de Pelotas venceu o Paysandu por 2 a 1, em jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, neste sábado, no estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS). Os gols dos mandantes foram marcados por Itaqui e Nem. Marcão descontou para os visitantes.

Com o resultado, o Xavante foi a 20 pontos e subiu uma posição na tabela, indo para a 15ª colocação. Já o Papão permanece com 20 pontos, cai cinco posições na tabela e termina a rodada na 16ª posição.

Na próxima rodada, o Paysandu irá receber o Ceará, no Mangueirão, na sexta-feira, dia 28 de julho, às 21h30 (de Brasília). Já o Brasil de Pelotas irá até Natal para enfrentar o ABC, no estádio Frasqueirão, na terça-feira, dia 25 de julho, às 17h15 (de Brasília).

O jogo

Na primeira boa oportunidade da partida, o Brasil de Pelotas acertou a trave adversária. No lance, Itaqui cruzou a bola para dentro da grande área e Leandro Camilo subiu mais alto do que os defensores e mandou a bola no travessão. Na sobra, o Paysandu conseguiu afastar o perigo.

O Papão respondeu aos 11 minutos. Bergson dominou no meio e abriu a jogada com Magno, que cruzou. O atacante Marcão não conseguiu desviar a bola e ela passou por toda a pequena área.

Os mandantes abriram o placar aos 31. Em falta frontal, Itaqui cobrou muito bem e a bola foi no ângulo direito do gol defendido pelo goleiro Marcos Milezani, que não teve nem chances de fazer a defesa.

O Paysandu voltou melhor para a segunda etapa. Aos quatro minutos, após confusão na área, Marcão girou e finalizou em cima da marcação. Na sobra, o atacante finalizou mesmo no chão e parou no goleiro adversário. Já aos oito, Fernando Lombardi recebeu a bola com o gol livre após cobrança de escanteio, contudo o chute do zagueiro foi em cima de Marcelo Pitol.

Aos 11 minutos, o Xavante ampliou sua vantagem. Novamente em falta frontal, só que dessa vez quase na entrada da área, Nem mandou uma bomba, a bola bateu no travessão e morreu no fundo do gol.

Precisando marcar gols para reagir na partida, o Papão quase conseguiu reduzir a diferença aos 13. Ayrton cobrou a falta no ângulo e forçou Pitol fazer uma grande defesa. Os mandantes responderam quatro minutos depois. Wagner chutou de primeira após cruzamento e Marcos Milanezi fez boa defesa.

Os visitantes conseguiram marcar o seu primeiro gol aos 27 minutos. Após cobrança de escanteio, Rodrigo domina a bola dentro da área e cruza. Depois de desvio, a bola sobra para Marcão marcar o gol de meia bicicleta.

Aos 29 minutos, o Xavante teve um jogador expulso. Após falta, Marcinho e Gualberto discutiram, os dois encostaram a cabeça e o jogador do Paysandu caiu. O juiz interpretou o lance como agressão e mostrou o cartão vermelho para o atacante.

Aproveitando a superioridade numérica e o fato do time gaúcho ter se fechado, os comandados de Marquinhos Santos partiram para o ataque. Aos 33, Rodrigo Andrade finalizou de dentro da área e Marcelo Pitol defendeu. Já aos 44, Ayrton arriscou de longe e Pitol defendeu. No rebote, Marcão colocou a bola na área, mas a defesa afastou.

FICHA TÉCNICA

BRASIL-RS  2 X 1 PAYSANDU

Local: Estádio Bento de Freitas, em Pelotas (RS)

Data: 22 de julho de 2017, sábado

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)

Assistentes: Luiz Souza Santos Renesto (PR) e Diego Grubba Schitkovski (PR)

Cartões amarelos: Wagner, Nem e Marcelo Pitol (Brasil-RS) Fernando Lombardi e Fabio Matos (Paysandu)

Cartão vermelho: Marcinho

GOLS: BRASIL-PEL: Itaqui, aos 31 do primeiro tempo, e Nem, aos 11 do segundo tempo PAYSANDU: Marcão, aos 27 do segundo tempo

BRASIL-RS: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Breno; Itaqui, João Afonso, Wagner (Juninho) e Nem (Leandro Leite); Marcinho e Lincom (Rodrigo Silva)

Técnico: Clemer

PAYSANDU: Marcos Milezani; Ayrton, Fernando Lombardi (Diogo Oliveira), Gualberto e Hayner; Augusto Recife (Anselmo), Rodrigo Andrade e Renato Augusto; Magno (Rodrigo), Marcão e Bergson

Técnico: Marquinhos Santos

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade