2 eventos ao vivo

Violência cresceu no RS durante a Copa, dizem prefeituras

Levantamento da Famurs culpa a transferência de PMs do interior para a capital pelo aumento da criminalidade no Estado em junho

6 ago 2014
16h53
atualizado às 17h26
  • separator
  • 0
  • comentários

Levantamento divulgado nesta quarta-feira pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) aponta para um aumento dos indicadores de violência no Estado em junho deste ano, em comparação com o mesmo período de 2013. Na avaliação da Famurs, que usou dados fornecidos pela Secretaria Estadual da Segurança Pública, o aumento de índices como homicídios e roubos de veículos é um reflexo da transferência de mais de 2 mil policiais do interior para Porto Alegre, para a realização da Copa do Mundo.

“Os números comprovam que a transferência de policiais do interior para a capital teve reflexos negativos para a população gaúcha”, diz em nota o presidente da Famurs, Seger Menegaz. De acordo com o levantamento, os homicídios dolosos tiveram alta de 38% (de 122 casos registrados em junho de 2013 para 168 neste ano), os roubos a veículos cresceram 23% (de 898 casos para 1.108) e os furtos a veículo tiveram incremento de 10% (de 1.401 casos para 1.543).

Mesmo com o reforço policial, Porto Alegre também registrou aumento dos índices: os homicídios dolosos aumentaram em 30%, enquanto os roubos cresceram 10%. Segundo a Famurs, o efetivo da Brigada Militar (a PM gaúcha) deslocado à capital ficou concentrado nas áreas centrais da cidade, principalmente nos arredores do estádio Beira-Rio e em pontos turísticos, deixando desguarnecidas outras regiões. “Na verdade, tivemos regiões muito bem guarnecidas, como o centro da cidade e os bairros turísticos, mas a periferia continuou desprotegida”, diz Menegaz na nota.

O levantamento da Famurs aponta ainda que as maiores altas dos indicadores de violência foram registradas em municípios vizinhos a Porto Alegre. Na cidade de Alvorada, os homicídios dolosos subiram 140%, enquanto os furtos a veículos tiveram aumento de 110%. Já em Viamão, os homicídios subiram 43%, e, em Cachoeirinha, os roubos de veículos cresceram 150%.

O Terra entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública, que informou que não se manifestaria sobre o levantamento da Famurs. Segundo a pasta, o secretário Airton Michels já prestou todos os esclarecimentos necessários durante a coletiva de imprensa convocada durante a divulgação dos indicadores de junho, e um novo levantamento, englobando todos os dias em que a Copa do Mundo foi realizada, será divulgado em breve. 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade