PUBLICIDADE
Logo do Fluminense

Fluminense

Favoritar Time

Fluminense aposta em Thiago Silva para melhorar defesa

Em 23 partidas comandadas por Diniz em 2024, o Tricolor só manteve a defesa intacta em oito ocasiões. A equipe possui a defesa mais vazada do Brasileirão.

21 mai 2024 - 07h03
(atualizado às 08h27)
Compartilhar
Exibir comentários

O Fluminense terá o reforço do zagueiro Thiago Silva a partir do segundo semestre de 2024. O jogador se despediu oficialmente, neste domingo, em vitória por 2 a 1 sobre o Bournemouth na Premier League. A chegada de Thiago no Brasil gera expectativa não só pela idolatria, mas também pelo surgimento de uma nova opção no sistema defensivo, que tem sido um problema para o Fernando Diniz.

Com falhas constantes no sistema defensivo, o Fluminense deposita suas esperanças na chegada de Thiago Silva para recuperar a confiança em uma boa defesa, como nos últimos anos. Não é à toa que o zagueiro já esteve entre os melhores do mundo; ele tem a capacidade de reorganizar e proporcionar mais segurança a um setor tão carente nesta temporada.

RETROSPECTO DEFENSIVO

O confronto contra o Cerro Porteño, na última quinta-feira, marcou o 23º jogo do Fluminense sob o comando de Diniz nesta temporada. Desde 1º de fevereiro, quando o técnico e os titulares estrearam em 2024, contra o Bangu, o Tricolor sofreu 27 gols (média de 1,17 por partida). A equipe vem demonstrando dificuldades na organização e fragilidade ao marcar por zona, sem contar as mudanças constantes na composição da defesa.

Em 2022, com Diniz à frente, o Fluminense disputou 44 partidas e sofreu 47 gols, apresentando uma média de 1,07 por jogo. O tricolor conseguiu ter uma defesa consistente e ficou 16 jogos sem sofrer gols.

No ano de 2023, temporada em que Fernando Diniz conduziu o time à histórica conquista da Conmebol Libertadores, a média de gols sofridos por partida caiu para 1,03. Foram 74 gols sofridos em 72 jogos, com o Fluminense terminando 27 partidas sem sofrer gols.

PIOR DEFESA DO BRASILEIRÃO

No Brasileirão, com seis rodadas concluídas, o Fluminense tem a pior defesa do campeonato. Ocupando a 17ª posição na tabela, o Tricolor sofreu 12 gols. Vasco e Vitória vêm logo atrás nesse critério, com 11 gols sofridos cada. O lanterna Cuiabá, para comparação, sofreu dez gols, mas jogou duas partidas a menos.

É importante ressaltar, que Diniz enfrenta outro desafio defensivo: as lesões no elenco do Fluminense. O clube tem seis jogadores no departamento médico e dois em fase final de recuperação. Entre os lesionados estão André, Samuel Xavier, Manoel, Thiago Santos e Marlon, que foi reintegrado ao grupo.

+ Para saber tudo sobre o Fluminense, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram

O contrato de Thiago Silva começará a valer a partir de 1º de julho, mas ele só poderá ser registrado a partir do dia 10, quando abre a janela internacional de transferências. Assim, a reestreia do camisa 3 deve ocorrer em Fluminense x Palmeiras, no Maracanã, pela 19ª rodada do Brasileirão, prevista para o dia 17 de julho.

O Fluminense volta a campo nesta quarta-feira, 22 de maio, para enfrentar o Sampaio Corrêa na volta da terceira fase da Copa do Brasil. Motivado pelo 2 a 0 no jogo de ida e a recente classificação na Conmebol Libertadores, o Tricolor busca sua segunda vitória consecutiva sob o comando de Fernando Diniz em 2024, algo que ainda não aconteceu.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade