PUBLICIDADE
Logo do Fluminense

Fluminense

Favoritar Time

Cano vai reencontrar o Boca Juniors 'em momento histórico' pelo Fluminense

Fluminense e Boca Juniors se enfrentam na final da Conmebol Libertadores, na tarde de 4 de novembro, às 17h, no Maracanã.

1 nov 2023 - 15h34
(atualizado às 15h34)
Compartilhar
Exibir comentários
Cano destaca final contra o Boca Juniors (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C)
Cano destaca final contra o Boca Juniors (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C)
Foto: Esporte News Mundo

Artilheiro da Libertadores, Germán Cano, do Fluminense, volta a enfrentar o Boca Juniors depois de 14 anos. Depois de dois jogos contra os Xeneizes em 2009, com as camisas de Lanús e Chacarita Juniors, ele reencontra o adversário na partida mais importante de sua vida no dia 4 de novembro, no Maracanã.

- Claro que sim . Para mim seria histórico ser campeão da América. É um reconhecimento do trabalho da equipe, seria magnífico e extraordinário por tudo que o Fluminense está fazendo. Para mim representa muita coisa e seria histórico.

- Fazer 12 gols não é nada fácil, é muito difícil. Passando o bom momento, estamos desfrutando o presente. Trabalhei muito para estar aqui e agora é desfrutar e fazer o que mais gosto.

Perguntado, Cano ainda lembra que ainda não conquistou o título e que o Boca Juniors merece respeito.

- É um momento histórico que estou vivendo. Quando cheguei aqui era difícil poder alcançar tudo que construímos juntos. Nós tínhamos muitas dificuldades com muitas coisas. Poder chegar a uma final de Libertadores sendo o artilheiro da competição representa muito. É um time que trabalha, se apoia a cada jogador como a um irmão e é uma família verdadeira. Quando estamos em campo nos matamos e entregamos tudo pelo companheiro. Não sabia que chegaríamos na final, mas pouco a pouco, quando foram passando as rodadas fomos nos preparando. Seria lindo poder conquistar essa taça que todos os torcedores querem e eu também. A gente construiu uma família muito linda no Fluminense - disse.

- Vai ser lindo poder jogar contra o Boca na nossa casa com uma parte da torcida do Boca e outra nossa. Sabemos tudo que representa e vai ser uma honra muito grande poder partilhar esse momento com eles. Vamos desfrutar muito desse momento que vai ser único e ficará marcado na história de cada tricolor e estamos muito concentrados.

Fluminense e Boca Juniors se enfrentam na final da Conmebol Libertadores, na tarde de 4 de novembro, às 17h (de Brasília), no Maracanã. A decisão é em partida única e em caso de empate haverá prorrogação. Persistindo a igualdade, a final será decidida nos pênaltis.

Outras trechos

Como jogar essa final: "Acho que é continuar fazendo o que Fernando pede. Sempre jogamos do mesmo jeito e nessa final não vamos trocar. Sabemos como joga o Fluminense, que se impõe e vai buscar o gol o tempo todo. Nossa característica de jogo não vai mudar. Vamos jogar em casa. A partida vai estar nos detalhes de cada jogador, cada equipe e temos que tomar cuidado com isso"

Riquelme: "Queria agradecer a ele por abrir as portas do clube. Treinamos lá e depois ele veio nos dar um abraço e deu uma camisa de presente. Roman é uma pessoa muito humilde e transparente. Ficamos falando de Boca. Foi um momento lindo porque não o conhecia"

Pressão: "Não, não temos pressão de nada. Sempre jogamos do mesmo jeito e jogamos sempre da mesma forma"

Planejamento: "Estamos fazendo tudo que fazemos diariamente em casa. Tenho minha filha de dois meses e meio. Estamos com muita tranquilidade para chegar ao máximo e bem para essa final. Estamos desfrutando desse momento porque não sabemos quando vai ser novamente"

Estudo: "Estamos nos preparando muito bem. Sabemos que essa semana é primordial para corrigir erros e fazendo tudo que Fernando pede nessa semana. Também nos preparamos para a definição. Temos que entender que no momento que está dentro da área tem que reagir muito rápido e tem que definir em um toque só. Estou me preparando muito para isso e poder ajudar o time.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade