PUBLICIDADE
Logo do Flamengo

Flamengo

Favoritar Time

Jorge Jesus, ex-Flamengo, é o novo treinador da seleção da Arábia Saudita, informa jornal

Após passagem pelo Fenerbahçe, português assumiria o comando da equipe saudita visando a Copa do Mundo de 2026; ele também era observado pela CBF para o lugar de Tite

7 jun 2023 - 13h05
(atualizado às 13h38)
Compartilhar
Exibir comentários
Técnico português Jorge Jesus
Técnico português Jorge Jesus
Foto: IMAGO/Seskim Photo TR via Reuters Connect

O técnico Jorge Jesus já definiu o seu futuro após passagem pelo Fenerbahçe, da Turquia. Ele vai assumir o comando da seleção da Arábia Saudita. O jornal árabe Al Riyadh informou nesta quarta-feira que o treinador português definiu as bases do contrato com os dirigentes e o vínculo será de três anos. O objetivo da entidade local é preparar uma equipe forte visando a Copa do Mundo de 2026. Ele também era observado pela CBF para assumir o lugar de Tite.

Essa será a segunda passagem do comandante pelo mundo árabe. Antes de assumir o Flamengo, e fazer história no time carioca, Jesus treinou o Al-Hilal entre 2018 e 2019. Agora, neste novo desafio, o treinador vai ter como prioridade as eliminatórias asiáticas.

Como a Arábia esteve presente nos dois últimos Mundiais, os dirigentes querem fazer um trabalho sólido para marcar presença na Copa que será disputada nos Estados Unidos, Canadá e México.

A opção por mudar de ares acontece às vésperas de uma decisão de título, já que o Fenerbahçe terá pela frente, neste domingo, o Istanbul Basaksehir. As duas equipes estão na final da Copa da Turquia.

Há pouco mais de dois meses, o português voltou a entrar no radar da diretoria do Flamengo em função dos maus resultados do treinador Vítor Pereira à frente do clube rubro-negro. Ele condicionou a sua vinda ao Brasil somente ao fim do contrato na Turquia, que seria a partir de julho. A diretoria do Rio não quis esperar o prazo estipulado e optou pela contratação do argentino Jorge Sampaoli.

Seu nome também foi ventilado para comandar a seleção brasileira no lugar de Tite, que deixou o posto após a Copa do Catar. O cargo ainda está vago, mas o interesse esfriou depois de a entidade mirar no italiano Carlo Ancelotti, do Real Madrid, que já disse que permanecerá no time espanhol de Vinícius Júnior.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade