0

Justiça bloqueia R$ 9,6 milhões do Figueirense por dívidas

23 ago 2019
19h51
atualizado às 19h56
  • separator
  • 0
  • comentários

A Justiça do Trabalho de Santa Catarina (TJ-SC) emitiu uma liminar nesta sexta-feira determinando o bloqueio de bens de três empresas e cinco dirigentes relacionados ao Figueirense.

Jogadores do Figueirense não voltaram a treinar.
Jogadores do Figueirense não voltaram a treinar.
Foto: Antônio Carlos Mafalda / Mafalda Press / Estadão Conteúdo

A retenção do valor se dá em função da dívida que o clube tem com funcionários, entre jogadores e empregados. 177 ações já foram feitas contra o Figueira no Ministério Público do Trabalho de Santa Catarina (MPT-SC), por atrasos financeiros.

Na última terça-feira, os jogadores do elenco profissional se negaram a entrar em campo diante do Cuiabá, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Por WO, o time do Mato Grosso saiu com a vitória.

Pelo Campeonato Brasileiro de Aspirantes, o Furacão também perdeu de WO para o Santos. Assim como o principal, o elenco sub-23 vem tendo recorrentes atrasos salariais.

Nesta quinta-feira, a diretoria emitiu uma nota dizendo que as pendências com as categorias sub-17 e 15 estavam quitadas e que até o dia 28 a situação será regularizada.

Depois de seis dias de greve, o time decidiu voltar às atividades. A próxima partida do Figueirense está marcada para este sábado, às 19h, no Orlando Scarpelli, contra o CRB.

Veja também:

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade