0

Cruzeiro, Flu e Vasco: o perigo de flertar com a queda

16 jul 2019
11h15
  • separator
  • 0
  • comentários

Aos poucos, o Brasileiro começa a se aproximar do meio do caminho e já desperta uma leve tensão entre alguns torcedores. Nada a ver com os favoritos à conquista ao título. Muito pelo contrário. O problema, no caso, vem da parte de baixo da tabela, onde se vê que Cruzeiro, Vasco e Fluminense flertam perigosamente com o rebaixamento.

Claro que somente dez rodadas foram disputadas e tudo pode mudar. Mas é bom que esses clubes não percam de vista o histórico de outras edições do Brasileiro, nas quais grandes times figuravam entre os últimos, depois de dez jogos, e não conseguiram se recuperar.

O técnico Vanderlei Luxemburgo durante partida do Vasco
O técnico Vanderlei Luxemburgo durante partida do Vasco
Foto: Divulgação/Site oficial do Vasco / Estadão Conteúdo

Com o próprio Vasco foi assim em 2015, quando de sua terceira queda para a Segunda Divisão. Hoje, a equipe está em 16º lugar, com o mesmo número de pontos (9) do Cruzeiro (17º) e Flu (15º). Naquele ano, após sua décima partida pelo Brasileiro, a equipe de São Januário ocupava a 18ª posição, num prenúncio do que viria meses mais tarde.

Em 2012, no mesmo período em questão do Brasileiro, a bola da vez era o Palmeiras, então em 18º lugar. No final daquele campeonato, o time paulista se manteve na antepenúltima colocação e caiu para a Série B.

Dos três grandes, hoje, em risco no Brasileiro, o mais surpreendente é a presença do Cruzeiro nesse grupo. Credenciado a chegar à semifinal da Copa do Brasil - decide a vaga nesta quarta com o Atlético-MG, após vencer o primeiro confronto por 3 a 0 -, e já nas oitavas de final da Libertadores, cujo adversário será o River Plate, a equipe faz campanha oposta na principal competição do País e demora a esboçar uma reação.

Veja também

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade