PUBLICIDADE

Estreia de Neymar no Al-Hilal eleva nível do futebol saudita com menos de 4 minutos em campo

Craque brasileiro entra no segundo tempo na partida contra Al-Riyadh e participa de metade dos gols na vitória por 6 a 1.

15 set 2023 - 18h34
(atualizado em 19/9/2023 às 08h53)
Compartilhar
Exibir comentários

 Sexta-feira, três horas da tarde. O Brasil acompanha o Campeonato Saudita de Futebol, com transmissão aberta em rede nacional de televisão. Quem diria? Culpa da estreia de Neymar no Al-Hilal. Se essa frase fosse dita em voz alta há um ano, muita gente não acreditaria. O fato se tornou realidade aos 18 minutos do segundo tempo da partida conta o Al-Riyadh. 

 Num contexto em que o Al-Hilal tinha substituições de luxo, o brasileiro com a camisa 10 foi a mais cara delas. Jorge Jesus comanda o melhor elenco da Arábia Saudita com nomes como o português Ruben Neves, o sérvio Milinkovic-Savic e o zagueiro senegalês Koulibaly. Ainda no cenário brasileiro, conta com Michael, ex-Flamengo, e Malcom, ex-Zenit e Corinthians. E sim, Neymar chegou mudando a história do jogo e precisou de menos de 4 minutos.

 Os termômetros marcavam 31°C. Nas arquibancadas cheias, os homens se dividiam entre o traje tradicional conhecido como Kandoora e os uniformes azuis do time da casa. Neymar Jr entrou no segundo tempo, Al-Hilal já estava na frente por dois gols. E foi só o atacante pisar no gramado para que a partida ficasse mais acelerada. Os holofotes do mundo miravam um camisa 10 tranquilo, que não se preocupou em mostrar apenas o talento individual. Com quatro minutos em campo, ele participou do gol com um lindo passe para Malcom que dividiu com o goleiro e deu condição para Nasser Al-Dawsari marcar. 

 Em seguida, falta cobrada por Neymar. Todos aguardavam o primeiro gol do craque, mas a bola ficou na barreira e nem chegou perto do goleiro Campaña. Assim como atuava no Paris Saint-Germain, ele foi posicionado na faixa mais central do campo. Confortável, dominou com maestria e conduziu o contra-ataque que serviu de assistência para Malcom; gol com comemoração brasileira.

 Quando o pênalti apareceu, o público pediu por Neymar. Salem Al-Dawsar, considerado um dos melhores jogadores asiáticos de sua geração e o maior jogador da história do Al-Hilal decidiu bater e foi vaiado pela atitude. O brasileiro ficou na dele e Salem converteu. Neymar ainda teve outras duas oportunidades perdidas de gol, uma em que os dribles sobressaíram e outra em que o próprio Mitrović quis deixar a chance para o novo companheiro, que não aproveitou. Ele não fez, mas Salem estava no rebote. O time fluía tão bem que relaxou, tomou um gol nos acréscimos. Um vacilo do Al-Hilal, mas nada que preocupasse Jorge Jesus. De forma geral, os times são mais fracos defensivamente no campeonato saudita e precisam lidar com esse problema. 

 No Estádio Internacional Rei Fahd, em Riade - a capital e maior cidade da Arábia Saudita, essa noite ficou marcada na história do futebol árabe. A estreia de Neymar contou com quatro gols em pouco mais de 40 minutos para o Al-Hilal, todos com algum toque dele. A partir de hoje o brasileiro se torna um especialista em campeonato saudita, que nunca mais será o mesmo e já está muito mais dinâmico desde a chegada do astro brasileiro.

Fonte: Fernanda Arantes Fernanda Arantes é apresentadora, narradora e repórter esportiva. Com passagens pelas afiliadas da Rede Globo e pelo SBT, atualmente ela se destaca nas transmissões pela internet. As visões da colunista não representam a visão do Terra.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade