0

Atacante da Chapecoense é internado com covid-19: 'Maior desafio da vida'

Roberto ficou no banco de reservas na partida contra o Avaí, quarta-feira passada

13 jul 2020
11h14
atualizado às 11h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O atacante Roberto foi um dos jogadores da Chapecoense que testaram positivo para o novo coronavírus na semana passada. Ele, inclusive, está internado em um hospital na cidade de Chapecó (SC). A revelação foi feita pelo próprio atleta, já que o clube não divulgou os nomes dos infectados. Em postagem nas redes sociais, ele disse que esse é o "maior desafio da vida". O jogador de 29 anos foi internado depois de começar a sentir tosse e falta de ar. Ele esteve no banco de reservas na partida de ida das quartas de final do Campeonato Catarinense contra o Avaí, na última quarta-feira, na Arena Condá, em Chapecó.

Roberto ficou no banco de reservas na partida contra o Avaí, quarta-feira passada
Roberto ficou no banco de reservas na partida contra o Avaí, quarta-feira passada
Foto: Reprodução/Instagram / Estadão

O técnico Umberto Louzer também foi um dos contaminados, assim como outros membros da comissão técnica. Além deles, dez jogadores - contando com o atacante Roberto - testaram positivo para a covid-19. Cabe destacar que o Campeonato Catarinense retornou na última quarta-feira após cerca de quatro meses de paralisação por conta da pandemia. E a doença causada pelo novo coronavírus forçou uma nova parada, que foi anunciada no último sábado pela Federação Catarinense de Futebol (FCF).

Roberto, da Chapecoense, é internado com covid-19: 'Maior desafio da vida'
Roberto, da Chapecoense, é internado com covid-19: 'Maior desafio da vida'
Foto: Reprodução/Instagram / Estadão

Após Roberto revelar que é um dos atletas com coronavírus, a Chapecoense divulgou uma nota sobre o assunto. E contou sobre os casos e sobre a contaminação do atacante Roberto. O clube está tomando todas a medidas cabíveis para o tratamento de seus membros.

NOTA

No último domingo (12), o atleta Roberto - que testou positivo para o Covid-19 - procurou atendimento médico com tosse e falta de ar leve e, por conta disso, foi internado. Apesar da preocupação inicial, no entanto, o Dr. Fabiano Wickler informou que o jogador apresentou melhora em relação ao desconforto respiratório e está passando por suplementação de oxigênio. Roberto segue internado e em isolamento, mas, a fim de tranquilizar todos os torcedores, o clube destaca que a sua situação é estável.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade